Revés na estreia faz Martino estudar cinco mudanças na Argentina

São Paulo, SP

11-10-2015 19:27:05

A derrota por 2 a 0 no Estádio Monumental de Núñez foi suficiente para o técnico Tata Martino botar a mão na escalação argentina. Após o revés para o Equador, a Albiceleste tem pela frente uma visita ao Paraguai, também pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018. Entre lesões e opções táticas, quase metade dos titulares serão trocados.

Com opções escassas, Tata Martino quebra cabeça para montar Argentina que encara Paraguai (Foto: Divulgação/AFA)
Com opções escassas, Tata Martino quebra cabeça para montar Argentina que encara Paraguai (Foto: Divulgação/AFA)

A derrota por 2 a 0 no Estádio Monumental de Núñez foi suficiente para o técnico Tata Martino botar a mão na escalação argentina. Após o revés para o Equador, a Albiceleste tem pela frente uma visita ao Paraguai, também pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018. Entre lesões e opções táticas, quase metade dos titulares serão trocados.

Duas das trocas são forçadas, visto que o volante Lucas Biglia e o atacante Sergio Agüero foram dispensados para tratar lesões. De acordo com o que deixou transparecer no treinamento deste domingo, Martino pensa em usar Kranevitter no meio e Carlos Tevez no ataque.

O ex-corintiano, que atualmente defende o Boca Juniors, deve comandar o ataque que ainda terá Lavezzi – Pastore não convenceu contra o Equador. A tendência é que Tevez seja usado como centroavante de área, o camisa 9 típico, em vez de poder flutuar como recentemente disse preferir.

As duas outras mudanças na Argentina são na defesa: Zabaleta pode ganha vaga que era de Roncaglia, e Funes Mori aparece no lugar de Garay. Este último foi liberado para acompanhar o nascimento da filha, em desfalque imprevisto porque a previsão do parto era para a semana que vem.

Além de Agüero, Biglia e Garay, Martino também não conta com os lesionados Rojo, Gago, Pérez, Banega e Messi, quinteto que nem foi convocado. O duelo com o Paraguai será às 21 horas (de Brasília) desta terça-feira, no Estádio Defensores del Chaco, em Assunção. Uma nova derrota pode derrubar a Argentina para a lanterna das Eliminatórias.

Deixe seu comentário