AFA pechincha multa rescisória, e Sampaoli dá adeus à seleção argentina

São Paulo, SP

15-07-2018 09:44:06

Jorge Sampoli não é mais treinador da seleção argentina. Após a trágica campanha na Copa do Mundo da Rússia, a Associação Argentina de Futebol [AFA] e o treinador entraram em um consenso para romper o vínculo válido até 2022.

Apesar de a saída de Sampaoli ser o grande desejo da AFA após o time ser eliminado nas oitavas de final da Copa do Mundo com um futebol bem aquém do esperado, a entidade só conseguiu se desfazer do treinador agora, uma vez que não havia dinheiro suficiente para pagar a multa rescisória de seu então funcionário, que girava em torno de oito milhões de dólares.

Depois de seguidas conversas, o presidente da AFA, Chiqui Tapia, conseguiu reduzir a pedida de Sampaoli para “apenas” dois milhões de dólares. Agora, falta apenas o treinador assinar o documento para que se confirme sua saída do cargo.

Nesta Copa do Mundo, a Argentina correu sérios riscos de ser eliminada já na fase de grupos. Se classificou no último jogo, graças ao gol de Rojo, no segundo tempo do confronto com a Nigéria. Nas oitavas de final, porém, não conseguiu fazer frente à França e deu adeus ao torneio.

Agora, a AFA já começa a pensar no substituto de Sampaoli para os próximos quatro anos. A primeira competição importante deste ciclo acontecerá no ano que vem, no Brasil: a Copa América. O grande problema é a dificuldade financeira que a entidade enfrente no momento. Ricardo Gareca, que levou o Peru a um Mundial após 36 anos, é o favorito para assumir o cargo.

Deixe seu comentário