Zagueiro visa campanha perfeita do Coelho em casa na reta final da Série B

Do correspondente Gustavo Aleixo - Belo Horizonte,MG

23-09-2015 13:30:38

Wesley Matos pede que a equipe minimize os erros cometidos nas rodadas passadas da Série B (Foto: Carlos Cruz/AFC)
Wesley Matos pede que a equipe minimize os erros cometidos nas rodadas passadas da Série B (Foto: Carlos Cruz/AFC)

Com apenas 11 jogos a serem disputados pelo Coelho na Série B, o objetivo do clube para a reta final da competição já está traçado pela diretoria americana, que pede aos jogadores uma campanha perfeita nos seis jogos restantes do América-MG no Independência.
Para isso, o Coelho precisa melhorar o seu rendimento dentro de casa, já que no returno, o clube mineiro conquistou apenas uma vitória como mandante. Para o zagueiro Wesley Matos este cenário precisa ser alterado, para que o time se aproxime do grupo dos quatro primeiros e ganhe mais tranquilidade para as partidas longe de Belo Horizonte.
“Sabemos que a competição está muito equilibrada. Só faltam 11 jogos e serão 11 finais que temos que encarar agora. Temos seis jogos em casa e nossa meta é vencer todos eles. Também temos que buscar vitórias fora de casa para não depender de ninguém. Agora, temos que minimizar totalmente os erros, para que possamos fazer uma sequência boa de vitórias e que a gente volte para a briga do campeonato”, destacou.
O defensor ainda destacou a importância de o América-MG não perder mais jogadores nesta reta final de competição, tendo em vista os dois últimos jogos, quando o Coelho sofreu com a expulsão de três atletas.
“Temos que focar o máximo possível e ter equilíbrio para não perdermos mais jogadores nos jogos. Daqui para frente serão onze finais, então não existem mais espaços para erros. Sabemos que temos que dar algo a mais. Temos que ser melhores do que fomos no primeiro turno para conseguirmos nosso objetivo que é subir o América”, avaliou.
Em oitavo lugar na Série B, o América está quatro pontos atrás do G4 da competição e, na próxima rodada, enfrenta o Criciúma, na sexta-feira, às 21h (de Brasília), no Independência.
Deixe seu comentário