Cruzeiro bate o América e avança para a final do Campeonato Mineiro

Do correspondente Marcellus Madureira - Belo Horizonte , MG
06/04/2019 20:57:05

Em: América-MG, Bastidores, Campeonato Mineiro, Campeonatos, Cruzeiro
Cruzeiro garantiu acesso as finais do Campeonato Mineiro com duas vitórias (Foto: Cruzeiro)

O Cruzeiro precisou apenas de 20 minutos no primeiro tempo para acabar com o jogo deste sábado, no Mineirão, contra o América, na vitória por 3 a 0, partida válida pelas semifinais do Campeonato Mineiro. A Raposa foi superior no primeiro confronto, ao vencer por 3 a 2, e o novo triunfo apenas confirmou o favoritismo da agremiação celeste que chegou a final do torneio estadual.

O Cruzeiro marcou dois gols muito rapidamente, o primeiro com Léo, aos 14, e o segundo com Fred, aos 19, ambos no primeiro tempo. Com o placar favorável no primeiro encontro, a equipe ficou tranquila para o restante da partida. No finalzinho, a equipe celeste marcou com Rafinha, mas neste momento o tento não faria qualquer diferença.

O Cruzeiro agora aguarda o resultado de Atlético e Boa Esporte. O Galo joga por empate por ter tido melhor campanha na primeira fase do Campeonato Mineiro. Já o América espera a estreia do Brasileirão da Série B, no dia 26 de abril.

Primeiro tempo

Por ter tido vencido o primeiro jogo por 3 a 2, o Cruzeiro entrou em campo com uma postura defensiva. A equipe celeste esperava o América em seu campo, com linhas bem colocadas. O Coelho ia para o ataque, trocando passes, de forma organizada.

A primeira polêmica da partida ocorreu aos nove minutos. Em cruzamento na área, Felipe Azevedo se lançou na bola e balançou as redes. Imediatamente todos os defensores celestes pediram toque de mão. O árbitro Leandro Pedro Vuaden demorou quatro minutos conversando com os árbitros de vídeo e, após consultar a tela, confirmou que o tento foi marcado com a mão. Ele ainda deu cartão amarelo para Felipe Azevedo.

Após a anulação, o técnico Givanildo Oliveira preocupou-se com seus comandados e as condições psicológicas. Ele temia que o gol não marcado fosse prejudicial a seus jogadores. E, de fato, ocorreu. Aos 14, poucos minutos após o cancelamento, o Cruzeiro marcou seu gol. Em cruzamento de Lucas Silva na área, o zagueiro Léo subiu sozinho e colocou a bola no fundo das redes.

Com pouco tempo para respirar, o América sofreu o segundo gol. Aos 19, Edilson escapou pela direita e cruzou na medida para Fred dar um peixinho e colocar no fundo das redes.

O relógio virou para os 20 minutos do primeiro tempo e o Cruzeiro, com dois ataques e dois gols, se colocou em condições ótimas na partida. A equipe já tinha a vantagem, poderia perder até por 1 a 0, agora poderia sofrer três gols.

A tranquilidade para o Cruzeiro era visível. A equipe não forçava jogadas de ataque, esperava o América sem se precipitar. O Coelho passou a atacar mais, ficar mais tempo com a bola, mas não tinha qualidade nos momentos finais das jogadas e finalizava pouco.

Vale ressaltar, porém, a ótima finalização de Leandro Silva aos 29, com um belo chute de fora da área, forçando o goleiro Fábio a fazer uma grande defesa.

Segundo tempo

O Cruzeiro praticamente abriu mão de atacar na etapa complementar. A equipe celeste guardava energia para os próximos jogos e não ia à frente.

O América até ficava com a bola nos pés, mas não criava com qualidade. O time alviverde tenta pelos lados, mas não tinha efeito suas chegadas.

Givanildo Oliveira observou a situação e colocou em campo Berola e Belusso, para tentar algo diferente.

O América seguia da mesma maneira. Atacava, mas sempre chegava com chutes de longa distância, sem criar nada muito claro. Aos 28, em um belo chute, Matheusinho levou perigo contra a meta celeste, mas Fábio defendeu.

Aos 42 minutos, o Cruzeiro conseguiu ampliar com ótima jogada da Raposa e Rafinha recebeu o passe na área para ampliar.

FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO 3 X 0 AMÉRICA-MG

Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: 06 de abril de 2019, Sábado
Horário: 19 horas (de Brasília)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden
Assistentes: Celso Luiz da Silva e Anderson José de Moraes Coelho

Gols: Léo, aos 14 do primeiro tempo, Fred aos 19 do primeiro tempo, Rafinha, aos 42 do segundo tempo (Cruzeiro)
Cartões: Zé Ricardo, Felipe Azevedo (América)

CRUZEIRO: Fábio; Edilson, Léo, Dedé e Egídio; Lucas Silva, Lucas Romero, Robinho, Rodriguinho (Jadson) e Rafinha; Fred.
Técnico: Mano Menezes.

AMÉRICA-MG: Fernando Leal; Leandro Silva, Diego Jussani, Paulão, João Paulo, Zé Ricardo, Christian, Matheusinho, Felipe Azevedo, Júnior Viçosa (Jonatas Belusso), Marcelo Toscano (Neto Berola).
Técnico: Givanildo Oliveira