São Silvestrinha recebe caravanas de até 600 km na entrega de kits

Tomás Rosolino - São Paulo , SP
22/12/2018 11:29:15 — 22/12/2018 12:33:22

Em: Atletismo, Escolha do editor, Mais Esportes, São Silvestrinha
Grupo de Apucarana vai passar tanto tempo na estrada quanto em São Paulo (Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)

A São Silvestrinha, prova organizada pela Gazeta Esportiva para jovens entre 6 e 17 anos, realizou na manhã deste sábado a entrega dos kits de corrida para os cerca de mil inscritos na 25ª edição da disputa, com longas viagens entre a garotada. As primeiras provas também ocorrem neste sábado, a partir das 13h30, na Pista de Atletismo do Conjunto Desportivo Constâncio Vaz Guimarães, no Ibirapuera.

Composto por um squeeze, um saco de pipoca pronta, um pacote de amendoim um chocolate e uma bebida láctea, o kit acabou nas mãos de grupos como o de José Marcelino da Silva, o professor Grilo. Aos 50 anos, o funcionário que representa a prefeitura de Apucarana, cidade localizada no norte do Paraná, vê a participação como um prêmio para as crianças.

“Eram 1.200 inscritos nas nossas provas do circuito lá em Apucarana. Classificaram 28, mas seis não puderam vir”, disse Grilo, explicando alguns motivos pessoais de cada família para vetar a viagem. Ele admite, porém, que alguns têm medo de ver o filho pequeno sair pela primeira vez à cidade grande sem supervisão própria.

“O pessoal não sabe como é São Paulo”, lamentou, contando com a presença de um fotógrafo da prefeitura paranaense para mostrar à população alguns registros do que foi feito na capital paulista. O grupo, composto também por seis monitores além de Grilo, deixou Apucarana às 21h da sexta-feira, disputa as provas durante a tarde, janta e tem previsão de chegada no destino na manhã de domingo.

“Vou querer tomar banho”, exclamou uma das crianças quando percebeu a ausência dessa parte na descrição do professor, arrancando risos dos presentes. Até hoje, o principal atleta revelado na São Silvestrinha é Franck Caldeira, vencedor da São Silvestre de 2006 e medalha de ouro no Pan-Americano de 2007.

Idealizada pelo superintendente da Gazeta Esportiva, Júlio Deodoro de Souza, a São Silvestrinha nasceu em 1994 como proposta de ser a versão infanto-juvenil da mais importante prova de rua da América Latina, a Corrida Internacional de São Silvestre.