Dobradinha do interior e superação marcam a disputa masculina da São Silvestrinha

Gabriel Ambrós - São Paulo,SP

22-12-2019 15:17:24

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

O interior e o litoral paulista se destacaram na disputa das categorias masculinas da 26ª edição da São Silvestrinha, realizada na manhã deste domingo, no Memorial da América Latina, Zona Oeste de São Paulo. Uma dupla de Pirajuí venceu as disputas de 600m, enquanto as provas de 800m ficaram com representantes de Guiaçara e Ilhabela.

A dobradinha veio de jovens estreantes, do mesmo projeto de Pirajuí, a 385km de capital. Marcos Vinicius Vieira dos Santos venceu a categoria dos 14 anos, enquanto a dos 15 ficou com Wellington Emanuel Gomes da Silva.


"Eu vim aqui confiante, pensando na vitória, mas como era minha primeira vez, não sabia com quem ia competir. Eu já tenho experiência nessas provas, treino a três anos e compito a dois. Meus objetivos são treinar bastante, ir para as grandes competições, um dia entrar na seleção brasileira e defender o país nas Olimpíadas", contou Marcos.

O jovem também comentou sobre a estrutura do projeto da cidade. "A gente não tinha muito suporte, não tinha nada. A gente não tinha tênis, eu mesmo não tenho muitas condições, com o tempo fui ganhando dinheiro com as competições e fui investindo em mim. Treinávamos na rua, agora temos a pista reformando, temos patrocínio, apoio da prefeitura", disse.

(Foto: Sérgio Shibuya/Divulgação)

"É muita dedicação (da equipe de Pirajuí), a gente se dedica muito no esporte. E é isso. A corrida foi fácil, mas meio cansativa", completou Wellington.

Nas disputas de 800m, Johnatan Wallace de Almeida de Guaiçara, e Vitor Sousa Aguiar de Ilhabela levaram a melhor. Experiente na prova, Johnatan se mostrou bastante confiante sobre seu potencial: "já vinha treinando há muito tempo, tinha me classificado para a final do Estado. Meus treinadores me passaram alguns treinos específicos e eu já vim aqui sabendo que ia ganhar", disse.

Em sua quarta aparição na São Silvestrinha, o jovem de Guaiçara contou seu ritmo pesado de treinos. "Nas férias eu treino duas vezes por dia. Às 5h vou treinar, aí chego e volto a treinar às 17h. Quando eu estou estudando treino só durante a parte da tarde. Tem que treinar muito para conseguir realizar o sonho. Meu sonho chegar em um Estadual, Sul-Americano", completou.

(Foto: Sérgio Shibuya/Divulgação)

Direto do litoral paulista, Vitor teve que se recuperar rapidamente de uma lesão no joelho para competir. "A expectativa estava bem baixa porque há um mês atrás eu lesionei o joelho e tive um mês de preparação, e mesmo assim estava treinando intensamente. Treinava forte e doía. Mas eu vim determinado para conseguir um bom resultado", contou.

Foi o segundo titulo do jovem na São Silvestre, que agora quer focar outras corridas de rua. "Meu foco mesmo é em corridas de 5km e 10km, aí agora é focar para chegar na elite do Brasil. Daqui 20, 21 anos, pretendo entrar na São Silvestre, entrar na elite. Tem que pensar lá na frente. Corrida é isso, tem que uma consistência boa, bastante tempo de treino, para chegar bem lá na frente, não exagerar para não se quebrar", completou.

(Foto: Sérgio Shibuya/Divulgação)

Deixe seu comentário