Motor/Fórmula 1

Novamente com mal-estar, Massa está fora do GP da Hungria

São Paulo , SP
29/07/2017 07:58:43 — 29/07/2017 09:25:53

Em: Fórmula 1, Motor
Felipe Massa está fora do GP da Hungria. Após passar mal nesta sexta-feira e ser encaminhado, inclusive ao hospital, o brasileiro foi examinado pelos médicos da Federação Internacional de Automobilismo (FIA), que o autorizou a ir para a pista, entretanto, ao fim do último treino livre em Hungaroring, ele voltou a ter tonturas.

Essa será a primeira vez desde 1982 que o Brasil não terá ao menos um representante no grid. A última vez que isso ocorreu, no GP de San Marino, Nelson Piquet, Chico Serra e Raul Boesel ficaram de fora da prova por conta de um protesto dos pilotos.

Felipe Massa está fora da disputa do GP da Hungria (Foto: Peter Kohalmi/AFP)

“Após se sentir mal durante os treinos livres de sexta-feira e sábado, Felipe Massa não irá pilotar no restante do fim de semana de GP da Hungria. Felipe vistou o centro médico e o hospital local para exames de precaução na sexta, depois de sentir mal e tonto durante o segundo treino livre. Ele foi autorizado a participar dos treinos de sábado pelo médico da FIA, mas voltou a se sentir mal e decidiu não ir à pista neste fim de semana”, disse a Williams através de um comunicado oficial.

Para o lugar de Massa, a Williams contará com Paul Di Resta. O piloto escocês soma 58 corridas pela Fórmula 1 e estava atuando como piloto reserva da equipe britânica, além de guiar pela Mercedes na DTM alemã. A última vez que ele disputou uma corrida na principal categoria do automobilismo foi em 2013, no GP do Brasil, pela Force India.

“A Williams aposta a decisão do Felipe e a equipe irá trabalhar com ele para garantir que ele tenha uma complete recuperação, visando seu retorno às pistas no GP da Bélgica. O piloto reserva da equipe Paul Di Resta irá pilotar ao lado de Lance Stroll no restante do fim de semana”.

Neste sábado Felipe Massa teve um desempenho muito abaixo do que se espera em Hungaroring. O brasileiro anotou apenas o 17º melhor tempo, cruzando a linha de chegada em 1min20s255. Seu companheiro de equipe, o jovem Lance Stroll, foi ainda pior, terminando na 18ª colocação (1min20s379).