Lorenzo não mudaria os problemas de 2017, diz chefe da Yamaha

São Paulo, SP

27-12-2017 14:49:59

Os problemas da Yamaha na briga pelo título de 2017 da MotoGP seriam os mesmos independente da permanência de Jorge Lorenzo. Esta é a visão do chefe da equipe, Lin Jarvis, que também minimizou a saída do piloto espanhol, hoje na Ducati, no início da temporada.

"Nós sentimos saudades dele (do Lorenzo)? Não", declarou.

Leia mais: Márquez traça meta para 2018: “Cair menos e manter a velocidade”

"Claro que nós tivemos um longo relacionamento com Jorge, ele ganhou três títulos conosco, então nós temos muitas boas memorias dele e continuamos a vê-lo no paddock", completou Jarvis.

Após nove temporadas com a Yamaha, Lorenzo assinou com a Ducati, sendo substituído pela jovem promessa Maverick Viñales, destaque da Suzuki em 2016. Em sua nova casa, o veterano acabou se saindo pior do que os rivais da antiga equipe, amargando o sétimo lugar da classificação geral.

No entanto, a dupla da Yamaha também ficou aquém das expectativas e viu o campeão Marc Márquez (Honda) e o vice Andrea Dovizioso (Ducati) sobrarem na disputa pelo título. Viñales ficou com a terceira colocação, enquanto a lenda italiana Valentino Rossi terminou em quinto.

"Eu acredito que nós encontraríamos os mesmos problemas que encontramos com ou sem Jorge. Eu sinto falta dele em um nível social, mas não em termos de performance", explicou Jarvis.

Deixe seu comentário