Verstappen nega sentir falta de Ricciardo e comenta troca de motores

São Paulo , SP
04/01/2019 11:44:42

Em: Fórmula 1, Motor

A temporada de 2019 da Fórmula 1 trará diversas mudanças para a Red Bull. A começar pela dupla de pilotos, que não contará mais com Daniel Ricciardo, o qual assinou um contrato de dois anos com a Renault. O australiano, porém, não deve deixar saudades. Pelo menos é o que afirma o agora ex-companheiro de equipe Max Verstappen, que seguirá na construtora austríaca, ao lado do recém contratado Pierre Gasly.

“Pessoalmente, não vou sentir falta de Daniel, mas foi divertido e agradável tê-lo como companheiro de equipe”, afirmou o holandês de 21 anos de idade, em entrevista concedida ao Algemeen Dagblad. “Isso não acontece com frequência e talvez não aconteça novamente. Mas acredito que é ele quem sentirá falta do que teve aqui”, completou.

Verstappen e Ricciardo não serão mais companheiros de equipe na Fórmula 1 (Foto: Divulgação/RBR)

Outra mudança diz respeito ao fornecimento de motores, que agora ficará sob responsabilidade da Honda, após 12 anos a cargo da Renault. Para Verstappen, a troca deve alterar a maneira da RBR trabalhar, tal como as pretensões da equipe na nova temporada.

“Toda a atitude da Honda e os planos que eles têm, são totalmente diferentes em comparação ao que estávamos acostumados com a Renault”, apontou. “Talvez não seja suficiente competir em todos os circuitos. Mas temos que dar passos durante a temporada para que possamos certamente competir pelo título desde o início de 2020”, completou.