Motor/Fórmula 1

Vazamento de óleo fez Verstappen perder parte do 2º treino

Marcelo Baseggio e José Victor Ligero - São Paulo , SP
09/11/2018 18:55:37

Em: Fórmula 1, Mais Esportes, Motor
Max Verstappen demorou para entrar em ação na tarde desta sexta-feira (Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)

Max Verstappen foi à pista nesta sexta-feira faltando apenas 40 minutos para o fim do segundo treino livre do GP Brasil de Fórmula 1. Depois de fazer o melhor tempo na sessão anterior, o talentoso piloto holandês teve de lidar com um vazamento de óleo e não repetiu a dose com a sua Red Bull, tendo de se contentar com a quinta colocação.

“Com mais alguns pequenos ajustes amanhã estou confiante de que podemos configurar o que eu quero. Me atrasei para ir à pista hoje à tarde graças a um pequeno vazamento de óleo e queria ter certeza de que o problema estava resolvido e não causaria qualquer dano maior”, afirmou.

Apesar das pequenas adversidades na parte da tarde, o piloto da Red Bull está otimista em relação aos progressos que sua equipe poderá fazer no carro até o dia da corrida. Por outro lado, Verstappen se mostrou um tanto quanto cético quando falou sobre suas chances em conseguir uma boa posição no grid de largada, já que o circuito brasileiro não favorece o carro da equipe austríaca.

“Estava muito contente com o carro logo que entrei nele hoje de manhã, o que normalmente não é o caso. O carro foi bem, tive um pouco de tráfego na minha volta rápida, então senti que o tempo ainda pode melhorar um pouco mais. Como o circuito geralmente não combina conosco, não tenho grandes expectativas em relação à qualificação, nosso foco é na corrida. Meu ritmo foi ok, o segundo treino livre foi um pouco comprometedor, então não pude fazer tudo que queria, mas foi bom”, prosseguiu.

Dono de uma atuação brilhante em Interlagos, em 2016, quando chegou a aparecer em 14º lugar e terminar a corrida na terceira colocação debaixo de chuva, Verstappen não acredita que neste ano o clima o ajudará novamente.

“Em relação ao clima, acredito que hoje foi o pior dia e não choveu. Então, não tenho certeza se haverá alguma ajuda para nós a respeito disso”, finalizou.