Motor/Fórmula 1

Ricciardo crê em confiança para enfrentar altos e baixos na Fórmula 1

GazetaEsportiva.net - Londres, - Inglaterra
01/01/2015 12:27:00

Em: Fórmula 1, Motor

Daniel Ricciardo não tem do que reclamar sobre a temporada 2014. Em seu terceiro ano na Fórmula 1, o piloto de 25 anos ficou em terceiro lugar na classificação geral, ficando atrás das Mercedes de Lewis Hamilton e Nico Rosbert, embora tenha sido o único piloto a desbancar a escuderia em três etapas: GP do Canadá, da Hungria e da Bélgica.

Além disso, se destacou na Red Bull ao ter uma campanha melhor que a do veterano e tetracampeão mundial Sebastian Vettel. Mesmo em alta, o australiano sabe que a F1 é cheia de altos e baixos e que eventualmente passará por um momento de dificuldade. Ricciardo fez uma projeção de como agiria, ressaltando a importância de se manter confiante e não se frustrar.

“Estou numa onda muito boa no momento e estou certo de que eventualmente irá se assentar, isso é normal. Acho que controlar seus dias ruins da melhor forma possível, ou os tempos quando talvez o carro esteja ruim durante o final de semana, devemos controlar as emoções e não nos frustrarmos com isso. Apenas encontrar formas de guiar e aceitar que você não vai ganhar, mas ser quinto é melhor que ser décimo, então seja o quinto”, afirmou o piloto em entrevista à Autosport.

O australiano acredita que quando a situação fica complicada, o importante é manter a calma e lidar com ela, pelo menos em teoria.

“É mais fácil falar que fazer. Particularmente agora que eu ganhei algumas corridas, se estou em quinto ou sexto não fico muito feliz. Então, é fácil se frustrar e querer mais, mas é aí que fica difícil e você tem que dar um passo atrás e lidar com isso e nunca perder sua confiança e sua fé”, acrescentou.

Em 2014, Ricciardo somou 238 pontos, 52 à frente de Valtteri Bottas, quarto colocado. Com a saída de Vettel da Red Bull, ele se torna o principal piloto da escuderia e terá como dupla o russo Daniil Kwyat, estreante de apenas 20 anos. No futuro, o australiano acredita que só tem a crescer como piloto. “Eu venci corrida esse ano, então em dois anos eu não devo estar um piloto pior que agora – devo ser melhor. Talvez a oportunidade não seja a mesma, mas você não deve duvidar de sua própria habilidade”, finalizou.

Após excelente campanha em 2014, Ricciardo vê crescimento no futuro, mas ressalta confiança para enfrentar eventuais dificuldades
Após excelente campanha em 2014, Ricciardo vê crescimento no futuro, mas ressalta confiança para enfrentar eventuais dificuldades – Credito: AFP