Raikkonen é punido por batida e Mercedes é bicampeã em Sochi

São Paulo, SP

11/10/15 | 11:57

Com a vitória de Lewis Hamilton e a punição a Kimi Raikkonen, a Mercedes se torna bicampeão Mundial de Construtores (Foto: Andrej Isakovic/AFP)
Com a vitória de Lewis Hamilton e a punição a Kimi Raikkonen, a Mercedes se torna bicampeão Mundial de Construtores (Foto: Andrej Isakovic/AFP)

Pelo segundo ano consecutivo, a Mercedes é campeã do Mundial de Construtores com uma vitória do britânico Lewis Hamilton no GP da Rússia. O título só veio depois da confirmação que o finlandês Kimi Raikkonen perdeu três posições por ter provocado o acidente com o compatriota Valtteri Bottas, da Williams, na última prova da corrida em Sochi.

A Mercedes precisava aumentar sua vantagem para a Ferrari em mais três pontos para assegurar o bicampeonato. No entanto, a missão ficou mais difícil depois que o alemão Nico Rosberg abandonou a prova durante a sétima volta devido a um problema em seu acelerador.

A corrida terminou com Hamilton na ponta, mas a Ferrari colocou Sebastian Vettel e Raikkonen na primeira e quinta posições, respectivamente, fazendo com que a escuderia italiana somasse três pontos a mais que a Mercedes na Rússia (28 a 25).

Mas Raikkonen foi penalizado com 30 segundos por seu acidente com Bottas no fim da corrida, caindo do quinto para o oitavo lugar. Assim, o “Homem de Gelo” somou apenas 4 pontos e, somados com os 18 de Vettel, a Ferrari atingiu 22 em Sochi, contra 25 da Mercedes.

Hegemônica em mais uma temporada, a equipe alemã conquistou o bicampeonato com 12 vitórias em 15 etapas disputadas. A Mercedes, agora, soma 531 pontos, 172 a mais que a Ferrari, que não consegue mais alcançar os rivais nas quatro corridas restantes do ano.

Deixe seu comentário