Liberty Media tirará Bernie Ecclestone do comando da F1, diz TV britânica

São Paulo, SP

21-01-2017 15:22:48

O grupo Liberty Media, que assumiu o comando da Fórmula 1, já sabe qual será uma de suas primeiras medidas após a compra da categoria ser concluída. Segundo a emissora britânica Sky News, Bernie Ecclestone não seguirá como chefe supremo da F1.

De acordo com a rede de televisão, a Liberty Media pedirá que Ecclestone deixe o cargo, e isso deve acontecer nas próximas semanas. Contudo, seria oferecido ao dirigente um cargo honorário, como o de presidente vitalício, mas Bernie não teria poderes executivos para tomar decisões, situação completamente diferente do que se viu durante os últimos anos.

Essa não seria a única mudança na Fórmula 1. Ainda de acordo com a emissora britânica, Sean Bratches, ex-executivo da ESPN, atuaria na parte comercial, enquanto Ross Brawn, ex-diretor da Ferrari e da Mercedes, participaria do supervisionamento da parte esportiva da categoria.

Além disso, a Liberty Media já destacou que tem planos de alterações na F1, tanto nas corridas quanto no calendário, porém, os atuais contratos seguem em vigor, o que talvez impedisse alguma ação do grupo. A empresa também deseja expandir a relação da categoria com as mídias sociais.

Deixe seu comentário