Elogiado por Gil de Ferran, Sette Câmara pede conselho a Alonso na F1

José Victor Ligero - São Paulo , SP
08/11/2018 15:48:53

Em: Escolha do editor, Fórmula 1, Motor
O brasileiro Sérgio Sette Câmara foi contratado para ser piloto de testes da McLaren (Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)

O brasileiro Sérgio Sette Câmara está em São Paulo para acompanhar o GP Brasil de Fórmula 1 neste final de semana. E, na tarde desta quinta-feira, ele concedeu a sua primeira entrevista coletiva como piloto de testes da McLaren.

Sentado ao lado do compatriota Gil de Ferran, o mineiro de 20 anos foi elogiado pelo diretor esportivo da equipe inglesa, que contribuiu no acordo oficializado na última terça-feira. Bicampeão da Indy, Ferran passou a admirar o jovem piloto ao assistir uma corrida da Fórmula 2, considerada categoria de acesso à F1.

“Eu estava assistindo um clip de Macau… e quem anda bem em Macau, anda bem. É a pista mais difícil e encardida que já vi na minha vida. E ele estava disputando a primeira colocação. Isso me acendeu aquela lâmpada de curiosidade, e eu fui procurar aprender um pouco mais sobre o Sérgio”, afirmou Gil de Ferran, que prosseguiu.

“Esse ano, com muitos problemas nos carros da Fórmula 2, ele lidou bem emocionalmente com todas essas dificuldades. Essa foi uma das coisas que mais me impressionou no Sérgio”, completou.

Neste começo de passagem pela McLaren, além de Gil de Ferran, Sérgio Sette Câmara poderá adquirir experiência com o bicampeão mundial Fernando Alonso. O processo, aliás, já começou, apesar de o espanhol estar concentrado em suas últimas duas corridas na F1.

“Ontem [quarta-feira] fizemos uma produção de conteúdo aqui e uma das perguntas era um conselho que eu podia pedir a ele. Perguntei como ele está há tantos anos como um piloto de ponta sem cansar”, contou Sette, vencedor do prêmio Capacete de Ouro na categoria International Top.

“Ele [Alonso] falou que está sempre cansado, que é mais a força de mesmo assim fazer o seu trabalho, ter um relacionamento bom com a equipe. Não conheço a F1 ainda. Na Fórmula 2, uma equipe tem 12 pessoas. É um número bem reduzido. Na F1, você trabalha com um número de pessoas maior, o relacionamento é muito importante aqui”, concluiu.

Penúltima etapa do Mundial, o GP Brasil acontece entre os dias 9 e 11 de novembro. Os primeiros treinos livres estão marcados para esta sexta-feira. No sábado, os pilotos definem o grid de largada na sessão classificatória. A corrida acontece no domingo, às 15h10 (de Brasília).

Arte: AFP