Chefe da McLaren quer investigação por desempenho ruim da equipe

São Paulo, SP

07-04-2018 13:43:01

O desempenho abaixo das expectativas da McLaren no treino classificatório deste sábado, para o GP do Bahrein, decepcionou o chefe da equipe, Eric Boullier. Segundo ele, o time precisará fazer uma “grande investigação” para descobrir o motivo pelo qual Fernando Alonso e Stoffel Vandoorne sequer avançaram ao Q3.

“Obviamente é uma grande surpresa, baseado no ritmo que tivemos no último treino livre. Isso precisa de uma grande investigação”, disse Boullier em entrevista à Sky Sports.

Na primeira etapa do ano, em Melbourne, na Austrália, Fernando Alonso acabou terminando a corrida em quinto lugar, o que gerou grande otimismo não só por parte do piloto, mas também por toda a equipe em relação ao que o carro de 2018 poderá render. Contudo, neste sábado, a história foi bem diferente, já que o bicampeão mundial ficou apenas com a 13ª colocação do grid de largada.

“Em sua última volta, Fernando [Alonso] encontrou um pouco de ritmo no setor dois e três, o que poderia tê-lo ajudado mais cedo. Precisamos descobrir o que está acontecendo. O equilíbrio do carro está bom. Obviamente há uma falta de aderência, essa é minha conclusão para o desempenho abaixo das expectativas, mas eles [pilotos] não chamaram a atenção para qualquer problema”, prosseguiu o chefe da McLaren.

“No ano passado também estávamos lutando no Bahrein, o que é algo que precisamos investigar. Nosso ritmo na Austrália não foi uma coisa dos sonhos, foi no dia da corrida, e sabemos que será melhor amanhã. Mas precisamos encontrar a razão pela qual fomos lentos no treino classificatório. Precisamos fazer algumas perguntas na fábrica. Como todos do box, para ser honesto, estou um pouco espantado”, concluiu Eric Boullier.


Deixe seu comentário