Fórmula 1

Chefe da Ferrari reconhece problemas no carro e busca soluções

São Paulo , SP
14/05/2019 07:00:37

Em: Fórmula 1, Motor, Notícias

A Ferrari vem fazendo temporada decepcionante em 2019. Após cinco corridas, a escuderia italiana demonstra estar muito atrás da principal concorrente pelo Mundial de Construtores, a Mercedes. No Grande Prêmio da Espanha, a equipe não ficou nem no pódio e viu a rival fazer a quinta dobradinha da temporada, com Hamilton na liderança e Bottas em segundo.

Chefe da equipe, Mattia Binotto reconheceu que o carro demonstrou problemas de desempenho até agora. “O carro está perdendo muito em cada curva. É algo que realmente precisamos analisar”, disse o diretor.

A Ferrari ainda não venceu um Grande Prêmio em 2019 (Foto: Pau Barrena/AFP)

Apesar da urgência para encontrar soluções, Binotto não quer se precipitar. “Qualquer conclusão hoje seria a conclusão errada. Pode ser um problema de equilíbrio, talvez até do conceito do carro. Acho que não temos a resposta. Quanto vai demorar é difícil de responder. O mais importante é entender como resolver”.

Sobre o GP da Espanha, no qual Sebastian Vettel foi o quarto e Charles Leclerc o quinto, Binotto não escondeu sua decepção. “Estamos desapontados pelo nosso desempenho no fim de semana. Esperávamos render melhor. Trouxemos algumas melhorias aerodinâmicas e no motor e estávamos esperando estar na disputa, mas não foi o caso”.

Com cinco corridas concluídas e 16 restantes na temporada, a Ferrari está a 96 pontos atrás da Mercedes no Mundial de Construtores, perdendo por 217 a 121. Em 2018, a diferença entre as equipes na classificação final foi de 84 pontos para a Mercedes. A Ferrari não conquista o Mundial de Construtores desde 2008, com Felipe Massa e Kimi Raikkonen.

A Ferrari tenta sua primeira vitória da temporada na sexta etapa do calendário, que será daqui a dois finais de semana. Nos dias 24, 25 e 26 de maio, os pilotos disputam o tradicional Grande Prêmio de Mônaco, no Circuito de Montecarlo.