Motor/Fórmula 1

Bottas lidera terceiro treino livre do GP da China de Fórmula 1

São Paulo , SP
13/04/2019 01:02:41

Em: Fórmula 1, Motor

Na madrugada deste sábado, o terceiro e último treino livre para o Grande Prêmio da China de Fórmula 1 terminou com a Mercedes na frente. Valtteri Bottas foi o mais rápido da sessão, com tempo de 1m32s830.

Sebastian Vettel, da Ferrari, veio logo atrás, seguido de Charles Leclerc, seu companheiro de equipe. Lewis Hamilton, da Mercedes, apareceu apenas na quarta colocação.

Finlandês superou Sebastian Vettel na reta final da sessão (Foto: Gred Baker/AFP)

A sessão começou pouco movimentada em Xangai, com apenas alguns pilotos se arriscando na pista. Logo depois do início do treino, Lewis Hamilton, por exemplo, ainda aparecia de boné e óculos escuros, tirando fotos com os fãs, enquanto apenas a Williams marcava volta rápida.

Aos poucos, os principais pilotos começaram a trabalhar, e quem assumiu a liderança primeiro foi Charles Leclerc, com 1m34s104. Logo na sequência, contudo, Sebastian Vettel, seu companheiro de Ferrari, anotou 1m33s222 e assumiu a ponta.

Faltando quase 30 minutos para o fim do treino, as Mercedes começaram a agir. Lewis Hamilton fez 1m33s956 e assumiu a segunda colocação, seguido de perto por Valtteri Bottas, com 1m33s974.

Em uma sessão que os principais pilotos não se dedicaram ao máximo, houve espaço para alguns coadjuvantes se destacarem. Como por exemplo a dupla da Toro Rosso, que ocupava o quinto e sexto lugares, com Albon e Kvyat, respectivamente. Na parte de baixo da tabela, os destaques negativos ficavam principalmente por conta da dupla da Haas, que embora tenham ido bem na Austrália, desta vez ficavam apenas à frente das Williams na tabela de tempos.

Faltando pouco mais de 15 minutos para o fim do treino, Bottas melhorou seu tempo e pulou para segundo, se aproximando do líder Vettel. Pouco depois, faltando cerca de dez minutos para o fim, o finlandês conseguiu 1m32s830, o melhor tempo do fim de semana até então, e assumiu a ponta. Enquanto isso, o seu companheiro de Mercedes, Lewis Hamilton, viu Charles Leclerc pular para terceiro.

Na reta final, não houve mais nenhuma mudança significativa na tabela, mas ainda houve tempo para Albon, que vinha se destacando, perder o controle e chocar a sua Toro Rosso contra o muro, obrigando assim a finalização do treino com cerca de cinco minutos de antecedência.

Os pilotos voltam a entrar em ação às 3h (horário de Brasília) deste sábado para o treino classificatório. A corrida, milésima da história da Fórmula 1, está marcada para domingo, às 3h10.