Apesar de rumores, Ecclestone vê permanência de Silverstone

São Paulo, SP

11-07-2017 13:27:40

Há alguns dias, foi questionada a permanência do tradicional circuito de Silverstone no calendário da Fórmula 1. A taxa anual de 17 milhões de euros, cerca de R$ 71,3 milhões, seria o principal fator que deixa como incógnita o futuro do famoso traçado de Northamptonshire.

O ex-presidente e diretor executivo da F1, Bernie Ecclestone, acredita que o circuito continuará no calendário por muitos anos, apesar dos rumores: "Me surpreenderia se finalmente perdêssemos Silverstone. É um grande evento". Ecclestone dirigiu a F1 por 40 anos e teve relações conturbadas com os ingleses por exigir, anualmente, reformas, grandes alterações e aumentos substanciais do pagamento anual.

O contrato atual garante a corrida até 2019 e o British Racing Drivers Club (Clube Britânico de Pilotos de Competição), clube que administra o autódromo, deve confirmar esta semana se aceita manter os termos atuais desse acordo ou não. O atual presidente, Chase Carey, já adiantou que não pensa em mudar acordos já existentes e disse, ainda,  que os britânicos ganham dinheiro com o GP.

A permanência de Silverstone seria importante para todos. Uma parcela significativa do PIB inglês vem da indústria e serviços voltados para o automobilismo de competição e os circuitos europeus são de extrema importância para a competição. Por isso, tudo indica que Ecclestone está certo e que o GP da Inglaterra continuará fazendo parte da Fórmula 1.

 

Deixe seu comentário