Chefe da Haas revela negociações para testes com Pietro antes de acidente

São Paulo, SP

10-05-2018 12:20:22

Antes de sofrer um grave acidente no treino classificatório das 6 Horas de Spa-Francorchamps, em que fraturou as duas pernas, Pietro Fittipaldi negociava com a equipe da Haas sobre uma possível participação em testes da equipe. Quem confirmou essa informação foi o próprio chefe da escuderia, Gunther Steiner.

"Não havia nada definido. Ele nos contatou, eu conheço seu avô Emerson, e eles apenas disseram: ´Podemos fazer algo juntos?' Nós não paramos de falar (depois do acidente), mas paramos de falar sobre (um teste) porque não sabemos o que pode ser feito. Ele está bem no caminho para a recuperação. É a coisa mais importante para mim neste momento", declarou o chefe.

Atualmente aos 21 anos, o neto de Emerson Fittipaldi divide seu calendário em três categorias diferentes: Fórmula Indy, o da Super Formula no Japão, e do Mundial de Endurance (WEC). No entanto, o calendário do jovem piloto deverá sofrer uma pausa após o grave acidente do sofrido na curva mais famosa do circuito da Bélgica.

O tratamento das fraturas na perna esquerda e do tornozelo direito de Pietro tem estimativa prevista de 60 dias. A ideia do piloto é retornar às pistas na prova da Indy em Mid-Ohio, no fim de julho. Desta forma, a participação de Fittipaldi no evento de testes de jovens pilotos da F1, que acontece na Hungria. é improvável.

Questionado se a emprese retomará os contatos com o piloto brasileiro no futuro, Gunther Steiner respondeu de maneira enigmática. "Eu poderia dizer sim para tudo ou não para tudo, porque eu não sei", completou.

Deixe seu comentário