Jogadoras de vôlei protestam contra aposentadoria forçada de Elisângela

São Paulo, SP

23-10-2015 14:06:58

As principais jogadoras da Seleção Brasileira de vôlei feminino uniram forças para protestar sobre a possível aposentadoria forçada de Elisângela. Isso porque de acordo com o ranking da CBV as equipes não podem ter um elenco com mais de 43 pontos. Cada jogadora é catalogada com uma certa pontuação e perante a lei da Confederação, o elenco pode ter apenas duas jogadoras com a pontuação máxima, que é de sete pontos. Elisângela teria três, mas pela sua idade, que é de 37 anos, sua pontuação foi rebaixada a um.

Mesmo com uma pontuação baixa, a oposta não poderia atuar pelo Osasco, já que a equipe iria ultrapassar a pontuação máxima de 43 pontos. Com isso, ela redigiu uma carta a cada clube da Superliga para que baixassem sua pontuação a zero, entretanto, três clubes se negaram a ajudar a jogadora.

Sheilla, um dos principais nomes do vôlei brasileiro, foi uma das jogadoras que protestaram por meio de suas redes sociais. Raiva e indignação foram os sentimentos relatados pela oposta que atualmente atua na Turquia.

“Indignação, raiva. Resolvi começar com essas palavras porque estes são os sentimentos que nos movem neste momento. É lamentável a indiferença que alguns clubes brasileiros tratam os atletas e para piorar a situação ainda somos obrigadas a conviver com a questão do ranking, que já não era para existir faz tempo, devido à falta de verba da maioria dos clubes do nosso país.  Estamos perdendo uma grande atleta, a Elisângela que por tantos e tantos anos defendeu brilhantemente a camisa da Seleção Brasileira, por causa deste ranking. Lili está sendo obrigada a antecipar sua aposentadoria.  Sabe o que é mais triste? Ela fez uma carta solicitando aos clubes para baixarem em um ponto o seu ranqueamento, para se encaixar no elenco de Osasco, que se comprometeu a ficar com ela. E três deles se negaram. O que vai acontecer? Provavelmente o voleibol vai perder uma craque de bola precocemente pela falta de respeito com a nossa classe. Lamentável! ” – divulgou a jogadora com uma foto em que aparece de braços cruzados.

Outra jogadora que resolveu apoiar a veterana Elisângela na causa foi Jaquelina. Ela também já passou por situação semelhante e resolveu demonstrar todo o apoio à jogadora também com uma foto acompanhada de um texto de reivindicação.

Jaqueline seguiu a linha de Sheilla e postou uma foto semelhante (Foto: Reprodução/Instagram)
Jaqueline seguiu a linha de Sheilla e postou uma foto semelhante (Foto: Reprodução/Instagram)

“Passei por isso e não gostaria que ninguém mais passasse! Principalmente uma jogadora que já fez tanto pela nossa seleção e pelo vôlei brasileiro! Estamos perdendo uma grande atleta, que por tantos e tantos anos defendeu brilhantemente a camisa da Seleção Brasileira, por causa deste ranking. Sabe o que é mais triste? Ela fez uma carta solicitando aos clubes para baixarem em um ponto o seu ranqueamento, porque somente assim teria chance de continuar em Osasco e disputar a Superliga. E alguns deles se negaram. Como aconteceu no meu caso na última temporada! O que vai acontecer? Provavelmente o voleibol vai perder uma craque de bola precocemente!! É triste mas é a nossa realidade! As coisas poderiam mudar! Todo mundo sairia ganhando, principalmente os apaixonados pelo voleibol!!”, escreveu a ponteira do Sesi.

Deixe seu comentário