Evandro/Bruno Schmidt conquista prata na China e lidera corrida olímpica

São Paulo, SP

26-05-2019 12:30:20

Duas duplas brasileiras conquistaram medalha no torneio masculino da etapa quatro estrelas de Jinjiang (China), na madrugada deste domingo. Evandro e Bruno Schmidt (RJ/DF) ficaram com a prata, e André Stein e George (ES/PB) levaram o bronze. Os primeiros lideram o ranking nacional que vale vaga nas Olimpíadas de Tóquio, em 2020.

Evandro e Bruno Schmidt perderam a final para os noruegueses Mol e Sorum, por 2 sets a 1. Com parciais de 14/21, 21/17 e 15/12, os brasileiros foram derrotados em 50 minutos. Com o segundo lugar, ganharam 720 pontos no ranking para a corrida olímpica e R$ 65 mil. Evandro falou sobre a parceria positiva com Bruno.

“Foi um torneio muito bom para nós, estamos começando a ganhar uma ‘cara’ e ter um formato de jogo nosso, um padrão tático maior. Isso é muito importante para a sequência do Circuito Mundial e naturalmente é algo que requer tempo. Tivemos um período curto para treinar, então, a busca por essa evolução teve que acontecer nos próprios torneios, aliada com a vontade e paciência que temos um com o outro, confiando no trabalho”, disse Evandro.

Já André Stein e George conquistaram a medalha de bronze ao vencerem os norte-americanos Bourne e Crab por 2 sets a 0. Com tranquilidade, a dupla brasileira fechou a decisão do terceiro lugar em 33 minutos, com parciais de 21/17 e 21/10. Com o resultado, somam 640 pontos no ranking e recebem uma premiação de R$ 40 mil. André Stein comemora a evolução da dupla.


"Buscamos muito este pódio, estamos muito felizes com essa medalha. Estávamos notando uma evolução da nossa dupla, mas sempre 'batendo na trave'. E queríamos chegar no pódio, não apenas notar que estávamos com um volume de jogo bom. Chegar na semifinal era um passo importante para nossa equipe e felizmente conseguímos", disse André.

O próximo desafio do Circuito Mundial ocorre nesta semana, de 28 de maio a 2 de junho, na etapa quatro estrelas de Ostrava (República Tcheca). Após conquistarem o primeiro pódio do ano, os times buscam mais um bom resultado para se destacar no ranking, que rende vaga nas Olimpíadas. Cada país pode ser representada por, no máximo, duas duplas em cada naipe.

Corrida Olímpica Brasileira

Evandro/Bruno Schmidt (RJ/DF) - 1.760 pontos
André Stein/George (ES/PB) - 1.440 pontos
Pedro Solberg/Vitor Felipe (RJ/PB) - 1.280 pontos
Alison/Álvaro Filho (ES/PB) - 1.120 pontos
Guto/Saymon (RJ/MS) - 960 pontos

 

 

 

Deixe seu comentário