Tênis

Wild joga bem e avança à final do US Open juvenil; Bellucci perde na Itália

São Paulo , SP
08/09/2018 18:32:32

Em: Mais Esportes, Tênis
THiago Wild durante a semifinal do US Open Juvenil (Foto: Crédito: Peter Staples/USTA )

Neste sábado, o tênis brasileiro teve uma excelente notícia. Uma das promessas do esporte nacional, Thiago Wild, de 18 anos, brilhou ao garantir vaga na decisão do US Open juvenil, o último Grand Slam do ano, disputado no piso duro em Nova York, nos EUA.  O tenista de natural de Marechal Candido Rondon (PR), passou pelo número 1 do mundo juvenil, campeão de Roland Garros e Wimbledon, o taiwanês Chun Tseng, por 2 sets a 0 com contundentes 6/2 e 6/4

“Tenho crescido muito principalmente com os treinos na Tennis Route principalmente a parte mental ao lado do Duda Matos, Arthur Rabelo, João Zwetsch, manter o foco que é algo que pecava, eles têm me ajudado bastante a manter um belo nível de tênis que é o que venho fazendo na semana. Era o que tinha dificuldade de fazer, manter o bom nível, fazer belos jogos. Amanhã todos juntos torcendo e vamos tentar trazer esse título para o Brasil”, disse Wild após o jogo.

Seu adversário deste domingo na final será o italiano Lorenzo Musetti, 18º colocado. Wild é o primeiro brasileiro a jogar a final juvenil de simples na história. O país teve apenas um campeão de simples na categoria, o alagoano Tiago Fernandes no Australian Open de 2010. Thomaz Koch já fez duas finais em 1962 e 1963 em Roland Garros. O Brasil teve ainda Edison Mandarino e Luis Felipe Tavares em finais em Roland Garros além de Ronald Barnes e Ivo Ribeiro em Wimbledon.

Bellucci perde na semi do Challenger de Gênova

Enquanto o Brasil teve uma excelente notícia com Wild, o mesmo não pode ser dito com a partida de Bellucci. Apesar do tenista de Tietê ter voltado a jogar de forma regular nesta semana, o brasileiro perdeu para o alemão Dustin Brown por 2 sets a 0, parciais 6/3 e 7/6 (6) e caiu nas semifinais do Challenger de Gênova.

Vivendo uma de suas piores temporadas na carreira, Bellucci começou bem a partida, mas perdeu o primeiro set ao ceder a quebra no oitavo game, o suficiente para o alemão sacar bem para fechar a parcial. Já no segundo set, os dois tenistas tiveram instabilidade no serviço, com cada um quebrando três vezes o adversário. No entanto, o alemão foi mais eficiente no tiebreak e fechou a partida em dois sets a zero.