Satisfeito com atuação, Bellucci celebra "jogo parelho" e evolução

São Paulo, SP

11-08-2015 22:54:02

Nesta terça-feira, o número 1 do Brasil Thomaz Bellucci lutou, mas não conseguiu passar pelo melhor tenista da atualidade, Novak Djovkovic, na segunda rodada do Masters 1000 de Montreal, no Canadá. No entanto, o brasileiro não cedeu com facilidade a derrota para o sérvio, e, após um revés por 6/3 na primeira parcial, levou o segundo set para o tie break.

Por conta da boa atuação e do jogo de igual para igual com Djoko, o brasileiro ficou satisfeito após a partida, e viu o resultado como um sinal da evolução que vem tendo nos últimos torneios. “Foi um jogo muito parelho. Desperdicei algumas chances de break, que se tivesse passado à frente em algum momento poderia ter sido uma história diferente. Mas foi um bom jogo, me mantive firme o tempo todo, jogando de igual para igual contra ele. Sinto que estou evoluindo e muito perto de conquistar bons resultados", afirmou Bellucci.

MONTREAL, ON - AUGUST 11: Thomaz Bellucci of Brazil returns the ball against Novak Djokovic of Serbia during day two of the Rogers Cup at Uniprix Stadium on August 11, 2015 in Montreal, Quebec, Canada. Novak Djokovic defeated Thomaz Bellucci 6-3, 7-6.   Minas Panagiotakis/Getty Images/AFP
Brasileiro perdeu para Djoko pela quarta vez na carreira, mas deu trabalho ao sérvio (Foto: Minas Panagiotakis/Getty Images/AFP)

O técnico do paulista, João Zwetsch, também ficou feliz com o que viu em quadra. "Estou muito contente com o nível de tênis que o Thomaz jogou, com consciência, padrão, determinação, coragem, atitude, mentalmente e taticamente muito bem dentro do jogo. Estamos crescendo cada vez mais. Essa temporada de final de ano está começando a ficar legal. Estamos cada vez mais preparados e fortes, em condições de fazer algumas coisas boas até o final do ano", afirmou o treinador.

Agora, Bellucci disputará o Masters 1000 de Cincinati, que tem início neste sábado. Será mais um torneio na temporada de piso rápido como preparação para o Aberto dos EUA, em setembro.

Deixe seu comentário