Sá/Guccione vence estreia em Metz e aguarda campeões do Aberto dos EUA

São Paulo, SP

22-09-2015 14:31:56

André Sá começou com o pé direito no ATP 250 de Metz, na França. Ao lado do australiano Chris Guccione, o brasileiro teve tranquilidade para superar o croata Mate Pavic e o neozelandês Michael Venus com duplo 6/4, após 57 minutos de embate no piso rápido. Foi o 250º triunfo do mineiro no circuito profissional.

Sá e Guccione dominaram desde o início. Obtiveram a primeira quebra no terceiro game e souberam administrar bem a vantagem. A dupla ainda desperdiçou um set point no nono game, mas confirmaram o serviço logo depois para fechar a primeira parcial.

Pavic e Venus tentaram reagir, e forçaram três break points sobre os oponentes. O brasileiro e o australiano salvaram os três, cresceram na partida e obtiveram nova quebra no sétimo game. Foi suficiente para frear o embalo. Após abrir 40-0 no game final, Sá e Guccione confirmaram o triunfo e a classificação para as quartas de final.

O próximo compromisso da dupla será contra o vencedor do confronto entre os franceses Pierre-Hugues Herbert e Nicolas Mahut, principais favoritos ao título em Metz e atuais campeões do Aberto dos Estados Unidos, e a dupla formada pelo ucraniano Sergiy Stakhovsky e o austríaco Oliver Marach.

Em parceria com Chris Guccione, André Sá conquistou sua 250ª vitória no circuito profissional (foto: Divulgação)
Em parceria com Chris Guccione, André Sá conquistou sua 250ª vitória no circuito profissional (foto: Divulgação)

Favoritos estreiam com vitória na chave simples

Deu a lógica no primeiro dia de disputas da chave simples em Metz. O eslováquio Martin Klizan, número 35 do mundo e cabeça de chave 6, contou com a desistência do local Paul-Henri Mathieu para avançar. Após perder o primeiro set por 7/6 (7-1), Klizan igualou com um 6/3 e vencia o set final por 3/2 quando o francês sucumbiu às lesões e abandonou o jogo após duas horas. O próximo adversário do tenista da Eslováquia será o canadense Vasek Pospisil (46º), responsável por bater o cazaque Aleksandr Nedovyesov (114º) por 6/1 e 7/5 em 1h10.

Em duelo de franceses, Adrian Mannarino, cabeça de chave 7 e 39º do ranking, não teve dificuldade para superar o quali Vincent Millot (198º) em sets diretos (6/2 e 7/5) após 1h22 de partida. Mannarino enfrenta agora o argentino Federico Delbonis (64º) ou seu compatriota Mahut (67º).

Anunciado como dupla de Rafael Nadal nas Olimpíadas de 2016, o espanhol Fernando Verdasco (43º) confirmou o favoritismo sobre o alemão Alexander Zverev (79º), de 18 anos. O oitavo favorito ao título em Metz precisou de 2h11 para trinfar por 2 sets a 1 de virada, com parciais de 6/7 (2-7), 6/3 e 6/3. Verdasco encara o luxemburguês Gilles Muller (45º), que bateu o esloveno Aljaz Bedene (55º) com 6/3 e 6/4.

O irmão mais velho de Alexander, Mischa Zverev (291º), deu mais sorte que o caçula e derrotou o espanhol Pablo Carreno-Busta (60º) por 2 sets a 1, com parciais de 6/2, 6/7 (3-7) e 6/1 após 1h30 de jogo. O alemão vai enfrentar o francês Jo-Wilfried Tsonga, 17º do mundo e terceiro na ordem dos favoritos.

Também nesta sexta, o quali local Edouard Roger-Vasselin (168º) bateu seu compatriota Kenny De Schepper, também vindo do quali, em sets diretos, com parciais de 6/4 e 7/6 (7-2) e avançou para um complicado desafio. Vasselin terá pela frente seu compatriota Gilles Simon, décimo melhor tenista do mundo e cabeça de chave 2.

Deixe seu comentário