Murray bate Ferrer, recupera número 2 e vai à final inédita em Paris

São Paulo, SP

07-11-2015 12:59:32

O britânico Andy Murray está, pela primeira vez em sua carreira, na final do Masters 1000 de Paris. Na manhã deste sábado, o cabeça de chave número 2 venceu o espanhol David Ferrer, oitavo favorito, por 2 sets a 0, com parciais de 6/4 e 6/3, após 1h35 de confronto, pelas semifinais do torneio disputado nas quadras rápidas e cobertas do Palácio de Bercy e que distribui 3,3 milhões de euros (R$ 13,3 mi) em premiação.

Além de ter conquistado a vaga inédita, Murray recuperou a vice-liderança do ranking mundial, que será atualizado na próxima segunda-feira. O britânico perdeu o número 2 para Roger Federer no início desta semana depois que o suíço sagrou-se heptacampeão do ATP 500 da Basileia no último domingo. No entanto, o veterano tenista de 34 anos caiu logo na segunda rodada em Paris ao perder para o norte-americano John Isner, eliminado justamente por Ferrer nas quartas de final. Garantido na decisão, Andy tinha uma diferença de apenas 180 pontos para tirar de Federer.

Dono de quatro títulos na temporada, Andy Murray enfrentará na grande decisão o vencedor do confronto entre Novak Djokovic, primeiro cabeça de chave e líder do ranking mundial, e o suíço Stanislas Wawrinka, quarto pré-classificado, que vem de vitória sobre Rafael Nadal. Os dois se encaram logo mais.

Esta foi a 11ª vitória de Murray sobre Ferrer em 17 encontros. No duelo de há pouco, o escocês conseguiu quebrar o serviço do espanhol em cinco oportunidades, enquanto salvou seis dos oito break points que teve contra. O saque também foi decisivo na vitória do britânico, que disparou cinco aces, contra nenhum de Ferrer, e ainda obteve um aproveitamento de 60% dos pontos disputados em seu serviço, diante de 55% do adversário.

Deixe seu comentário