Mesmo sem jogar, Del Potro alcança melhor posição na carreira

São Paulo, SP

13-08-2018 09:45:19

Um dos tenistas mais emblemáticos e carismáticos do circuito mundial, Juan Martin Del Potro conseguiu mais um feito nesta semana. Mesmo sem jogar na última semana, já que desistiu de sua participação do Masters 1000 de Toronto, o argentino ultrapassou o jovem alemão Alexander Zverev no ranking da ATP e subiu da quarta para a terceira posição, melhor colocação em toda sua carreira.

A subida no ranking de Delpo aconteceu graças ao vice-campeão do torneio de Toronto. O grego Stefanos Tsitsipas venceu Zverev nas quartas de final, em uma partida extremamente disputada, e fez com que o alemão não conseguisse defender o título conquistado na temporada passada. Com a queda precoce, "Sasha" perdeu 820 pontos e caiu para a quarta posição. Além de subir para terceiro, o argentino pode sonhar com a segunda colocação do ranking, já que Federer está "apenas" 1.070 pontos à frente.

Alcançar a terceira colocação do ranking mundial é mais um feito histórico e emocionante para Del Potro, que ficou muito perto de parar de jogar profissionalmente há algumas temporadas. Em 2015, o tenista sul-americano passou pela sua terceira cirurgia no pulso esquerdo e, naquele momento, seu objetivo era ficar saudável para evitar complicações de saúde maiores.

Mesmo com todas as dificuldades, o argentino voltou a treinar e, mesmo muito debilitado no braço esquerdo, se reinventou taticamente para conseguir voltar ao circuito. O retorno foi aos poucos, com uma ida à semifinal em DelRay Beach , seu primeiro torneio após as cirurgias no pulso. Pouco tempo depois, entrou na chave da Olimpíada do Rio de Janeiro e chocou ao mundo ao vencer nada mais nada menos que Novak Djokovic e Rafael Nadal mesmo com tão pouco ritmo e mobilidade. Nem mesmo a derrota na final para Murray mudou qualquer panorama positivo para o futuro.

A cada torneio, Del Potro melhorava e conseguia resultados expressivos. Extremamente dedicado e esforçado em quadra, o atleta de 29 anos já seria um vencedor por ter voltado às quadras, mesmo com tanta dor, por causa de seu amor e comprometimento ao tênis. Para ficar ainda mais na história, o argentino conquistou o que jamais tinha conquistado antes das lesões: a Copa Davis, em 2016, e o Masters 1000 de Indian Wells, no início deste ano.

O grande momento na carreira de Del Potro foi na temporada de 2009, quando conquistou seu primeiro e único troféu de um torneio Grand Slam na carreira. Com apenas 20 anos de idade, o argentino chegou à grande decisão do Aberto dos Estados Unidos e tinha pela frente Roger Federer, então pentacampeão do torneio americano. Mesmo saindo atrás, o sul-americano mostrou um desempenho memorável e conquistou o último GS da temporada.

 

Deixe seu comentário