FFT anuncia que Roland Garros terá até 20 mil espectadores por dia

AFP - São Paulo,SP

02-07-2020 18:55:09

Roland Garros vai receber até 20 mil espectadores por dia em todos as suas quadras na edição de 2020, remarcada de 27 de setembro para 11 de outubro, ou seja, "entre 50 e 60% de sua capacidade habitual", anunciou nesta quinta-feira a Federação Francesa de Tênis (FFT), organizadora do torneio.

Os ingressos, que serão colocados à venda no dia 9 de julho para aqueles que possuem uma licença de tênis e no dia 16 de julho para o público em geral, permitirão que 20 mil pessoas visitem Roland Garros nas primeiras rodadas. O número de espectadores será reduzido para 10 mil nas fases finais.

"Cerca de 20 mil pessoas no estádio, é o que estamos acostumados no dia da final", disse o diretor-geral da FFT, Jean-François Vilotte, em entrevista coletiva. Já o O US Open, mantido em Nova York de 31 de agosto a 13 de setembro, será disputado com portões fechados e em condições sanitárias muito rigorosas para os jogadores.

As condições sanitárias para os tenistas de Roland Garros serão anunciadas "mais tarde", disse o presidente da FFT, Bernard Giudicelli. No que diz respeito aos espectadores, as principais quadras (Philippe-Chatrier, Suzanne-Lenglen e Simonne-Mathieu) poderão receber grupos de até quatro pessoas, lado a lado. Cada grupo será separado por um assento vazio. Nas quadras adjacentes, onde os assentos são gratuitos, "um lugar em cada dois será coberto" para evitar agrupamentos.

"Se a evolução da situação sanitária for favorável, ingressos adicionais serão colocados à venda em setembro", acrescentou Giudicelli, especificando que, se a situação de saúde piorar, "a organização devolverá o valor dos ingressos" que excederem a capacidade permitida, através de um sorteio.

Ingresso no exterior

Os ingressos do "grande público" ficarão acessíveis aos espectadores em todo o mundo, sem "discriminação na compra", disse Giudicelli. No entanto, Jean-François Vilotte salientou que as pessoas que vivem em outros países devem "conhecer os riscos" relacionados à sua área de residência e devem levar em conta "imprevistos" se as autoridades de saúde os proibirem de viajar para a França.

"É aconselhável usar máscaras no entorno do estádio e quando estiverem estáticos" uma vez que os espectadores estiverem sentados, mas será "obrigatório na fase dinâmica", nos deslocamentos dentro do complexo de Roland Garros, explicou Giudicelli.

Rapidamente, depois da paralisação do circuito em março, a FFT decidiu adiar Roland Garros, inicialmente previsto para maio. Seu início foi remarcado pela primeira vez para o dia 20 de setembro, mas foi adiado uma semana depois para permitir mais tempo de descanso após o Aberto dos Estados Unidos.

As duas semanas de intervalo entre os dois torneios do Grand Slam serão preenchidas por dois Masters 1000 no saibro (Madri e Roma). Os circuitos profissionais femininos (WTA) e masculinos (ATP) deverão ser reiniciados, respectivamente, em 3 de agosto em Palermo (Itália) e 14 de agosto em Washington (Estados Unidos).

Deixe seu comentário