Djokovic encerra parceria de três anos com técnico Boris Becker

São Paulo, SP

06/12/16 | 19:25 - 07/12/16 | 13:07

Boris Becker não será mais o treinador de Novak Djokovic. Através das redes sociais, o tenista número 2 do mundo divulgou na tarde desta terça-feira o fim da parceria que já durava três anos e agradeceu aos serviços do alemão.

Leia mais:

Melo vence e equipe assume segundo lugar de torneio amistoso

Confederação de Tênis acerta com Correios por mais dois anos

"Depois de três anos muito bem-sucedidos, Boris Becker e eu decidimos cordialmente encerrar nossa cooperação. Os objetivos que estabelecemos, quando começamos a trabalhar junto, foram completamente atingidos, e eu quero agradecer pela cooperação, trabalho em equipe, dedicação e compromisso", publicou o sérvio.

Parceria entre o sérvio alemão rendeu seis títulos de Grand Slam (Foto: AFP)
Djoko anunciou o alemão como técnico em dezembro de 2013 (Foto: AFP)

Desde que foi anunciado como técnico de Djoko, no final de 2013, Becker comandou o astro em seis conquistas de Grand Slam e viu o atleta terminar dois anos no topo da lista da ATP (2014 e 2015).

O ex-jogador pára de treinar Djokovic depois de um ano abaixo da média. Após a conquista do Australian Open e de Roland Garros, o sérvio caiu de rendimento, foi eliminado precocemente das Olimpíadas do Rio 2016 e perdeu a decisão do ATP Finals e o título de melhor do planeta para o britânico Andy Murray, terminando 2016 em segundo do ranking.

Boris Becker tem 49 anos e, como tenista profissional, conquistou seis Grands Slams, entre 1984 e 1999. Djokovic ainda não anunciou quem será seu novo treinador para 2017.

Deixe seu comentário