Djokovic admira Serena e Venus, mas não se imagina enfrentando irmãos

São Paulo, SP

07-09-2015 09:01:24

Primeiro colocado no ranking mundial, Novak Djokovic admira como Serena e Venus Williams lidam com a rivalidade entre elas, que disputarão as quartas de final do Aberto dos Estados Unidos, nesta terça-feira. O sérvio, no entanto, admitiu que seria impossível enfrentar um de seus irmãos.

Novak tem dois irmãos mais novos que são jogadores profissionais de tênis: Marko, de 24 anos, e Djordje, com 20. Ambos, porém, não disputam o circuito da ATP e, por isso, o confronto com o primogênito fica ainda mais difícil de acontecer.

“A primeira coisa que vem a minha mente é de como eu me sentiria ao jogar com meu irmão e eu não acho que isso seria possível, honestamente”, disse Djokovic após atingir pela 26ª vez as quartas de final em Grand Slam, na noite de domingo, em Nova York, ao vencer o espanhol Roberto Bautista Agut por 3 sets a 1.

“De certa forma eu admiro o que elas fazem por tantos anos jogando uma contra a outra em um palco tão grande. É estranho. Elas são irmãs. Elas vivem juntas. Elas cresceram juntas jogando tênis”, contou Nole.

Venus, de 35 anos, e Serena, com 33, se enfrentaram em quatro oportunidades pelo Aberto dos Estados Unidos, com duas vitórias para cada. No confronto geral, a mais nova das irmãs Williams e atual número 1 do mundo leva vantagem: 15 a 11.

“Eu não sei se seria capaz de jogar contra meu irmão. É impossível. Não seria capaz de lidar com isso na quadra”, encerrou Novak Djokovic, que enfrentará o espanhol Feliciano López por uma vaga nas semifinais, nesta terça-feira.

Deixe seu comentário