Clezar cai para espanhol na estreia; Feijão e Rogerinho vencem nas duplas

São Paulo, SP

22-02-2016 22:46:09

 

Guilherme Clezar bem que lutou, mas não resistiu ao jogo do espanhol Daniel Gimeno Traver e acabou derrotado por 2 sets a 1, com parciais de 3/6, 6/4 e 6/1, em pouco menos de duas horas de partida. Com o resultado, o tenista brasileiro deu adeus ao Aberto do Brasil logo em sua estreia na competição. Já Gimeno Traver avançou para a segunda rodada e aguardará o vencedor de Pablo Carreno Busta e Albert Ramos Vinolas para conhecer seu próximo oponente.

Clezar e Gimeno Traver começaram a partida inconstantes no saque. Cada um teve seu serviço quebrado duas vezes consecutivas nos quatro primeiros games. No quinto game, o brasileiro confirmou seu serviço e ficou à frente no placar pela primeira vez. Em seguida, quebrou o saque do adversário e abriu 5/2. O espanhol, então, sacou bem e diminuiu a vantagem para 5/3. Em seu serviço, Clezar fechou a primeira parcial em 6/3.

Gimeno Traver iniciou o segundo set de maneira arrasadora e rapidamente abriu 3/0. Clezar não se abalou e, com calma, conseguiu reverter a vantagem construída pelo rival. O jogo seguiu parelho até o espanhol fazer 5/4. Clezar foi para o saque para empatar a partida, mas sentiu a pressão e errou bastante, perdendo o game e, consequentemente, o set por 6/4.

Na terceira e última parcial, Clezar se mostrou nervoso e desconcentrado. O tenista gaúcho errou demais e perdeu seu saque duas vezes, fato que facilitou a vida de Gimeno Traver. O espanhol manteve a intensidade e não encontrou dificuldades para vencer por 6/1 e fechar a partida, seguindo no torneio.

Feijão e Rogerinho vencem nas duplas - Se os brasileiros não puderam festejar com Clezar, Feijão e Rogerinho deram alegrias nesta segunda-feira. A dupla brasileira estreou com vitória no Aberto do Brasil sobre o americano Nicholas Monroe e o austríaco Philipp Oswald por 2 sets a 1, com parciais de 7/5 e 6/2, em pouco mais de uma hora. Os próximos adversários dos brasileiros sairão da partida entre Julio Peralta/Horacio Zeballos e Mateusz Kowalczyk/Andreas Siljestrom.

Deixe seu comentário