Bia Haddad derrota número 1 do mundo e faz história no WTA 1.000 de Toronto

São Paulo, SP

11/08/22 | 21:13

Nesta quinta-feira, Bia Haddad fez história mais uma vez ao derrotar a polonesa Iga Swiatek, líder do ranking mundial. Nas oitavas de final do WTA 1.000 de Toronto, a brasileira venceu por 2 sets a 1, com parciais de 6/4, 3/6 e 7/5, e se tornou a primeira tenista do País a vencer uma tenista número 1 do mundo.

A última vez que uma pessoa nascida no Brasil derrotou um líder do ranking mundial havia sido em 2004, quando Gustavo Kuerten superou Roger Federer, em Roland Garros. Bia também se tornou a primeira brasileira a alcançar as quartas de final em uma competição deste porte.

Para além de recordes históricos, Bia Haddad quebrou a sequência de 20 jogos sem perder em quadras duras de Swiatek. Em torneios WTA 1.000, a brasileira encerrou a invencibilidade de 23 jogos da polonesa.

"Muito feliz com o trabalho de hoje. Com certeza, é muito especial entrar num estádio desse e se sentir pronta para competir. Independentemente de ganhar ou perder, mas de me sentir competitiva, de acreditar no meu trabalho e de me autovalorizar. Não é fácil entrar em quadra contra a número 1 do mundo. Tive meus altos e baixos, com momentos que eu poderia ter me frustrado, mas é aí que entra a parte mais forte do trabalho que venho fazendo com o Rafa (Paciaroni, técnico), que é jogar de uma forma consciente. Fui mentalmente disciplinada e humilde nos momentos difíceis, fiquei no presente e não me deixei levar pelo emocional e acho que é por isso que saí com a vitória hoje", disse Bia.

"Jogo de tênis é como a vida: não importa o erro que você cometa, os altos e baixos que você passe, nós temos que olhar para frente e analisar o que está no nosso controle, o que podemos melhorar... É assim que encaro cada ponto. O melhor winner ou o pior erro não forçado valem igualmente um ponto e o jogo segue, assim como a vida segue, então é dessa forma que encaro as coisas", completou.

Nas quartas de final, Bia Haddad vai enfrentar, na sexta-feira, a vencedora entre a suíça Belinda Bencic e a espanhola Garbine Muguruza. Suas duas possíveis adversárias ocupam posições melhores que a brasileira no ranking mundial. Bencic é a 12ª do mundo, enquanto Muruguza é a número 8.

"Ainda não quero pensar sobre amanhã. Não é sempre que a gente entra em quadra contra a número 1 do mundo e sai com a vitória, então quero aproveitar as próximas horas e, mais tarde, vamos começar a pensar e se preparar para a próxima partida. São duas jogadoras muito boas e que ganharam coisas grandes, então é lidar com momentos difíceis, buscar melhorar o meu tênis e trabalhar duro", disse a brasileira.

Deixe seu comentário