Mais Esportes/Tênis

Atual campeã, Svitolina encara Stephens na semi em Montreal; Halep pega Barty

São Paulo , SP
11/08/2018 10:22:36 — 11/08/2018 10:25:45

Em: Mais Esportes, Notícias, Tênis
Halep pode chegar à segunda final seguida no Canadá (Foto: Minas Panagiotakis/AFP)

As semifinais da WTA de Montreal reunirão algumas das principais favoritas do campeonato, mas ainda têm lugar para quem corre por fora e espera surpreender. Apesar das quatro tenistas estarem no top-20 do ranking mundial, Ahsleigh Barty, número 16, chegou à semi sem enfrentar alguém acima dela no ranking, enquanto as outras três figuram no top 5, além de desbancarem adversárias mais tradicionais para disputar um lugar na final do torneio.

Abrindo as semis neste sábado, Barty pega a número 1 do mundo, Simona Halep. Com facilidade, a australiana superou por 2 sets a 0, com parciais de 6/3 e 6/1, Kiki Bertens, da Holanda, e tenta chegar à sua sexta final na carreira. Aos 22 anos, Barty tem dois WTA. Já Halep acumula mais experiência e pode fazer sua 32ª final. Com 17 títulos na carreira, a romena foi campeã de Roland Garros na atual temporada e busca seu bicampeonato no Canadá. Em 2017, ela foi vice-campeã do WTA canadense.

Para enfrentar Barty, Halep passou pela francesa Caroline Garcia, por 2 sets a 0, com parciais de 75 e 6/1. A primeira parcial contou com bastante equilíbrio e foi decidida pelos erros não-forçados das tenistas. Já no segundo set, a romena dominou e foi absoluta em seus serviços, além de conseguir encaixar bem as devoluções.

Svitolina luta pelo bicampeonato (Foto: Minas Panagiotakis/AFP)

A outra semifinal tem tudo para ser mais disputada. Atual campeã do WTA do Canadá, Elina Svitolina encara a número 3 do mundo, Sloane Stephens. A americana, dona de seis títulos WTA, chegou à final de Roland Garros neste ano, mas perdeu para Simona Halep. Stephens superou com facilidade, nas quartas, Anastasija Sevastova, da Letônia com um duplo 6/2.

Já Svitolina, que defende 900 pontos no torneio, encarou a belga Elise Mertens e venceu por 2 sets a 0, com parciais de 7/5 e 6/3. Para segurar o 5º lugar no ranking, a ucraniana precisa, pelo menos, avançar à final. Aos 23 anos, já são 12 títulos e 14 finais.

Apesar do começo difícil na partida, Svitolina conseguiu mostrar bom poder de reação, ao sair de uma desvantagem de 4/0. Mertens até teve a chance de fechar o primeiro set sacando, mas desperdiçou. Na segunda parcial, a atual campeã se impôs mais e com um saque firme não se viu mais ameaçada pela adversária. Mesmo errando mais que a belga, Svitolina foi mais eficiente também e fechou o jogo.

As semifinais acontecem neste sábado, começando com Barty e Halep, às 14h e mais tarde, às 19h, Stephens e Svitolina definem a final do WTA de Montreal (jogos respeitando o horário de Brasília).