Após vice em Madri, Murray anuncia fim de parceria com treinadora

São Paulo, SP

09-05-2016 10:43:59

(Foto: William West/AFP)
A parceria Murray-Mauresmo foi inovadora no tênis, contribuindo para lutar contra o preconceito de que uma mulher não poderia treinar um homem (Foto: William West/AFP)

Após perder o título do Masters 1000 de Madri neste domingo e cair para a terceira colocação no ranking da ATP, o tenista escocês Andy Murray anunciou que não treinará mais com a antiga número um da WTA, Amelie Mauresmo.

A parceria durava quase dois anos e Amelie já dava dicas da cisão. Em 2015, a treinadora teve seu primeiro filho e estava achando difícil conciliar seu tempo com o comprometimento do grande número de viagens e treinos.

Já em Madri, a francesa não assistiu à final do Master 1000 entre o setor de apoio à Murray. Após sinalizar que iria à Roma com o tenista para o próximo torneio, ambos seguirão caminhos opostos.

Tudo indica que Murray será treinado para a sequência da temporada por Jamie Delgado, antigo capitão britânico na Fed Cup. O experiente tenista se juntou à equipe do compatriota após o Aberto da Austrália, em Janeiro.

“Eu aprendi muito com Amelie nestes últimos dois anos. Dentro e fora de quadra. Ela foi um ponto de calma no time e sentirei sua falta. Tomarei um tempo para decidir os próximos passos e como vamos progredir a partir daqui, mas gostaria de agradecê-la por tudo que ela fez”, afirmou Murray.

Deixe seu comentário