Tênis/ Masters 1000 de Xangai

Djokovic bate australiano e faz duelo de líderes com Murray na semi

São Paulo , SP
16/10/2015 09:47:13 — 16/10/2015 10:55:06

Em: Mais Esportes, Tênis
O sérvio Novak Djokovic se classiificou às semis em Xangai após vencer o australiano Bernard Tomic (Foto: Greg Baker/AFP)
O sérvio Novak Djokovic se classiificou às semis em Xangai após vencer o australiano Bernard Tomic (Foto: Greg Baker/AFP)

O sérvio Novak Djokovic está a duas vitórias do tricampeonato do Masters 1000 de Xangai. Na manhã desta sexta-feira, o primeiro colocado do ranking mundial até sofreu no início da partida contra o australiano Bernard Tomic, número 20 da lista da ATP, mas venceu com autoridade e se classificou para as semifinais, fase em que enfrentará um de seus maiores rivais, o britânico Andy Murray, vice-líder, que também é bicampeão do torneio chinês .

Nole venceu o duelo por 2 sets a 0, com parciais de 7/6 (8-6) e 6/1, após 1h27 de confronto. Nele, o sérvio encontrou dificuldades apenas no primeiro set, que durou uma hora e foi decidido só no tie-break, forçado após cada tenista conquistar uma quebra cada. No desempate, Tomic conseguiu salvar dois set points, mas no terceiro não resistiu e viu o sérvio vencer a parcial.

Já o segundo set precisou de apenas 28 minutos para ser encerrado. Com uma quebra à frente, Djokovic abriu 2/1 e depois aproveitou os inúmeros erros não forçados do australiano para vencer quatro games consecutivos e garantir um lugar nas semifinais do torneio.

Campeão em 2012 e 2013, Novak Djokovic agora se apronta para medir forças com Murray, classificado após despachar o tcheco Tomas Berdych, 5º, em sets diretos, parciais de 6/1 e 6/3, em apenas 1h19 de partida.

O encontro, marcado para este sábado, às 9 horas (de Brasília), será o 29º duelo entre os atuais número 1 e 2 do ranking mundial e reeditará a final de 2012, quando Djokovic conquistou seu primeiro troféu do Masters 1000 de Xangai. No geral, o sérvio leva ampla vantagem sobre o britânico: são 19 vitórias, contra nove de Murray. Em 2015, os dois se enfrentaram em cinco oportunidades, sendo quatro delas vencidas por Nole, porém o último embate acabou com triunfo de Andy, que na ocasião conquistou o título do Masters 1000 de Montreal, no Canadá.