Após doping, Sharapova é suspensa de cargo que possuía na ONU

São Paulo, SP

15-03-2016 10:46:43

A Organização das Nações Unidas (ONU) anunciou a suspensão de Maria Sharapova do cargo de embaixadora da entidade por tempo indeterminado após nove anos de serviços prestados. A função da tenista era ajudar na erradicação da pobreza no Programa de Desenvolvimento das Nações Unidas.

Sharapova revelou no último dia 7 de março que acabou sendo flagrada em um exame antidoping por ter usado a substância Meldonium, responsável por melhorar a circulação sanguínea em seres humanos. A tenista afirmou que usava um medicamento que continha essa substância para prevenir problemas cardíacos e controlar um início de diabetes.

“O PNUD continua grato a Maria Sharapova pelo apoio ao nosso trabalho, especialmente em torno da recuperação do desastre nuclear de Chernobyl. No entanto, após o anúncio de Sharapova, ela estará suspensa do cargo de embaixadora durante o prosseguimento da investigação”, comunicou a ONU através de um porta-voz.

A Agência Mundial Antidoping anunciou que o Meldonium passaria a integrar a lista de substâncias proibidas a partir de janeiro de 2016. No entanto, Sharapova usou a justificativa de que não havia sido informada para que ela pudesse cortar o medicamento. Caso seja provado que a russa ingeria o Meldonium realmente por conta de problemas de saúde, sua punição poderá ser reduzida pela Federação Internacional de Tênis.

Deixe seu comentário