Após longa pausa, última etapa do Mundial retorna e Ferreira avança

São Paulo, SP

16-12-2017 20:20:09

Com o mar novamente em condições, a World Surf League (WSL) permitiu que os surfistas voltassem a competir na etapa de Pipe Masters, no Havaí, na noite deste sábado, após cinco dias de pausa. Os dois brasileiros que tiveram chance de surfar as ondas havaianas foram Ian Gouveia e Italo Ferreira.

A WSL ampliou a área de competição, com o objetivo de dar mais espaço aos surfistas que disputam a última etapa do Mundial de Surfe. A décima bateria do primeiro round colocou frente a frente o brasileiro Ian Gouveia, o havaiano Sebastian Zietz e o australiano Adrian Buchan. Sem muita sorte, Gouveia não teve boa performance e ficou na terceira colocação, atrás do rivais, ao somar 8.43, contra 10.83 de Buchan e 10.60 de Ziets. Com o resultado, Gouveia irá disputar a repescagem em Pipe Masters.

Já na décima segunda bateria, a última do dia, Italo Ferreira enfrentou o experiente Mick Fanning, da Austrália, e o português Frederico Morais. Gouveia iniciou a prova com a nota 7.33 e caminhou com tranquilidade para a vitória, somando 12.90 no total, contra 10.80 e 9.27 dos adversários. O resultado coloca Ferreira no terceiro round da última etapa do Mundial de surfe.

Garantidos na terceira rodada estão Miguel Pupo, Caio Ibelli e Italo Ferreira. Caso reúna condições de disputa, os surfistas voltam ao mar às 15h30 (de Brasília), neste domingo, para a disputa da repescagem.

O Brasil terá seis representantes na repescagem de Pipe Masters. O brasileiro Gabriel Medina, único do país que tem chances de título, abre o dia em duelo contra o havaiano Dusty Payne. A quinta bateria coloca frente a frente dois compatriotas: Adriano de Souza (Mineirinho) e Jadson André. A sétima bateria também terá dois "brazucas": Filipe Toledo enfrenta Ian Gouveia. Enquanto Wiggolly Dantas fecha a participação dos brasileiros contra o australiano Joel Parkinson, na nona bateria.

Brigando por seu segundo título do Mundial, Gabriel Medina está na segunda colocação do ranking atual, com 50.350 pontos, contra 53.350 do havaiano John John Florence, que já tem vaga garantida na próxima rodada. Para tornar-se campeão, Medina precisa de três combinações de resultados: vencer Pipe Masters e John John Florence ficar em terceiro; ficar em segundo e John John em nono; terminar em quinto e John John em 13º.

Deixe seu comentário