Acusado de matar surfista irá a júri popular em Santa Catarina

São Paulo, SP

28/09/15 | 20:03 - 23/05/17 | 18:13

Ricardo dos Santos foi morto no mês de janeiro, em Palhoça (Foto: Reprodução/WSL)
Ricardo dos Santos foi morto no mês de janeiro, em Palhoça (Foto: Reprodução/WSL)

Acusado de matar o surfista Ricardo dos Santos, o Ricardinho, o ex-policial militar Luís Paulo Mota Brentano irá a júri popular. A decisão foi tomada nesta segunda-feira pela juíza Carolina Ranzoline Nerbass Fretta, da 1ª Vara Cruminal da Comarca de Palhoça, em Santa Catarina.

O ex-policial foi expulso oficialmente da corporação em 11 de setembro. Brentano atualmente está preso no 8º Batalhão, em Joinville (SC). O julgamento ainda não está marcado, já que as partes ainda podem recorrer da decisão da juíza.

A morte de Ricardinho aconteceu no dia 19 de janeiro, na Guarda do Embaú, em Palhoça. O crime ocorreu após uma discussão entre o surfista e o ex-policial militar. Brentano – que alega legítima defesa - matou o atleta com dois tiros – um deles nas costas.

Deixe seu comentário