Seleção de judô se prepara para Circuito Mundial em três países

São Paulo, SP

24-09-2015 14:29:12

Ketleyn Quadros será a única judoca a participar das três etapas do Circuito Mundial (Foto: Divulgação/Márcio Rodrigues/MPIX)
Ketleyn Quadros será a única judoca a participar das três etapas do Circuito Mundial (Foto: Divulgação/Márcio Rodrigues/MPIX)

Após competir pelo Mundial de Astana, no Cazaquistão, a seleção brasileira de judô participará do Circuito Mundial da categoria, realizado em outubro, que conta com três etapas diferentes. Para as disputas, a Confederação Brasileira de Judô convocou mais de uma equipe para atuar em cada etapa.

A primeira fase será em Portugal, no Open de Lisboa, em 10 de outubro. Gabriela Chibana (48kg), Nathália Brígida (48kg), Ketleyn Quadros (63kg), Mariana Barros (63kg), Amanda Oliveira (70kg) e Barbara Timo (70kg) foram as atletas relacionadas para o evento.

A etapa seguinte, na França, será entre os dias 17 e 18 de outubro. Para o Grand Slam de Paris, a seleção contará com todas as judocas presentes em Lisboa – à exceção de Mariana Barros e Amanda Oliveira –, além de receber os acréscimos masculinos. Eric Takabatake (60kg), Ricardo Santos Jr (66kg), Marcelo Contini (73kg), Gustavo Assis (90kg), Rafael Buzacarini (100kg), Hugo Pessanha (100kg) e David Moura (+100kg) são os atletas que também participarão da competição.

A etapa é vista como uma das mais importantes do circuito. Para o peso-pesado David Moura, o objetivo é superar a medalha de prata conquistada no ano anterior e terminar como o melhor judoca da categoria.

"Acho que todo judoca quer uma medalha em Paris. Eu consegui uma de prata, em 2014, agora vou buscar a de ouro. Esse é meu objetivo. Estou pronto para isso e se que isso vai me deixar mais próximo do meu sonho de estar representando o Brasil nos Jogos Olímpicos", contou.

A última fase será o Grand Slam de Abu Dhabi, nos Emirados Árabes, entre 31 de outubro e primeiro de novembro. De todos os atletas, apenas a meio-médio Ketleyn Quadros representará o Brasil nas três etapas disputadas no Circuito Mundial de Judô. "Estou motivada para essa maratona. Adorei a ideia de competir bastante e em competições fortes", disse a judoca. "É importante por me dar a possibilidade de melhorar no ranking e lutar com o maior número de adversárias", completou.

Únicos atletas a ganharem medalhas no Mundial de Astana (ambas de bronze), Victor Penalber (81kg) e Érika Miranda (52kg) integram a equipe do Brasil nos Emirados Árabes. A etapa contará com nomes importantes de cada categoria: Sarah Menezes (49kg), Rafaela Silva (57kg), Mariana Silva (63kg), Maria Portela (70kg) e Mayra Aguiar (78kg) representam a seleção feminina.

No masculino, além de Penalber o país terá Felipe Kitadai (60kg), Charles Chibana (66kg), Gabriel Pinheiro (66kg), Rafael Macedo (81kg) e Eduardo Bettoni (90kg).

Deixe seu comentário