Penalber supera campeão mundial e fatura bronze inédito em Astana

São Paulo, SP

27-08-2015 09:54:34

l
Penalber igualou a campanha em Toronto e levou o bronze na categoria -81kg em Astana (foto: Divulgação/CBJ)

Victor Penalber garantiu mais uma medalha para o Brasil no Mundial de Judô de Astana. Após o bronze de Érika Miranda na categoria -52kg, o carioca completou o pódio no -81kg e conquistou sua primeira medalha em campeonatos mundiais no Alau Ice Palace, no Cazaquistão. Para alcançar o feito, Penalber derrotou o campeão mundial do ano passado, o georgino Avtandili Tchkirishvili, na diferença de shidô. O resultado iguala sua campanha nos Jogos Pan-Americanos de Toronto 2015, em que levou o bronze no meio médio ao bater o porto-riquenho Gadiel Miranda. 

Victor deu início à campanha que o levou ao pódio na madrugada de quinta, quando abriu a disputa contra o árabe Sergiu Toma, número 10 do mundo. Após duas punições para ambos, o judoca carioca aproveitou um deslize do adversário para cravar o estrangulamento e o ippon.

Em seguida, o brasileiro despachou o moçambicano Marlon Acacio e o uzbeque Yakhyo Imavov (18º do mundo) por ippon. Porém, não resistiu ao reencontro com o francês Loic Pietri nas quartas de final. Campeão mundial e algoz do brasileiro nas oitavas de final do Mundial do Rio 2013, o número 3 do mundo aplicou dois yukos, se classificou para a semi e mandou Penalber para a repescagem, no qual o brasileiro venceu o moldavo Valeriu Duminica por ippon para chegar à disputa do terceiro lugar.

O feito mostra grande evolução do atleta no ano que antecede as Olimpíadas do Rio. Ele terminou em nono lugar em 2013 e em sétimo no ano passado, e agora é o responsável por conquistar a 40ª medalha verde-amarela em Mundiais sênior de judô: foram seis ouros, 11 pratas e 23 bronzes.

655464645464564
Penalber superou o então campeão mundial Avtandili Tchkirishvili (Foto: Rafael Burza/CBJ)

Leandro Guilheiro para nas oitavas

“Antecessor” de Penalber, Leandro Guilheiro não passou das oitavas de final em Astana. Prata em Tóquio 2010 e bronze em Paris 2011, o santista estreou com vitória pelo grego Roman Moustopoulos, punido quatro vezes, e aplicou um yuko no polonês Jakub Kubieniec. Porém, recebeu quatro punições diante do coreano Seungsu Lee e foi eliminado.

Mariana Silva cai na estreia

Única brasileira da categoria meio médio, a paulista Mariana Silva se despediu do Mundial de Astana nesta quinta. Disputando o -63kg, a medalhista de bronze no Pan de Toronto foi imobilizada pela chinesa Junxia Yang e acabou eliminada.

Em três dias de disputa no Cazaquistão, o Brasil chegou a três disputadas pelo pódio e conquistou um bronze com a meio-leve Érika Miranda. Os ligeiros Felipe Kitadai e Nathália Brigida terminam em quinto.

Deixe seu comentário