Norte-americano do snowboard é tricampeão; Holanda leva quinto ouro na patinação

São Paulo , SP
14/02/2018 12:04:02 — 14/02/2018 12:20:39

Em: Mais Esportes, Olimpíadas Destaque

As Olimpíadas de Inverno de PyeongChang, na Coreia do Sul, encheram de destaques a madrugada desta terça para quarta-feira. Dentre os principais acontecimentos está o tricampeonato olímpico de Shaun White, norte-americano que conquistou o ouro no snowboard halfpipe, assim como a quinta vitória da Holanda na patinação de velocidade. Alemão do combinado nórdico também atraiu holofotes, ao conquistar o bicampeonato.

Campeão em 2006, em Turim-ITA, e em 2010, em Vancouver-CAN, Shaun White voltou a disputar uma prova olímpica após a derrota e o amargo quarto lugar de 2014, nos jogos de Sochi-RUS.

Shaun White conquistou o centésimo ouro dos EUA em Olimpíadas de Inverno (Foto: Martin Bureau/AFP)

O norte-americano começou bem, terminando a volta na primeira colocação, mas viu seu favoritismo ser ameaçado ao fim da segunda descida, quando o japonês Ayumo Hirano assumiu a ponta com uma nota parcial de 95,25. Precisando de uma volta praticamente impecável, White encaixou uma manobra de 1440 graus, chegando a girar quatro vezes no ar, tirou 97,75 de nota e correu para o abraço.

De quebra, o atleta de 31 anos ainda foi o responsável por levar o centésimo ouro dos Estados Unidos na história dos Jogos Olímpicos de Inverno.

Na patinação de velocidade, os holandeses seguem imbatíveis. Jorien Ter Mors venceu a prova feminina dos 1000m e levou o quinto ouro do país, nas cinco provas do esporte que foram disputadas em PyeongChang. A holandesa completou a prova em 1min13s56, batendo o recorde olímpico da modalidade. Nao Kodaira e Miho Takagi, ambas do Japão, ficaram com as medalhas de prata e bronze, respectivamente.

Jorien Ter Mors venceu o quinto ouro da Holanda na patinação (Foto: Aris Messinis/AFP)

No combinado nórdico, a festa fica por conta do alemão Eric Frenzel, que repetiu o feito de Sochi, em 2014, e levou o ouro na modalidade. Aos 29 anos de idade, o atleta alcançou a marca de 24min51s4 no cross-contry, liderando a classificação, e somou 121.7 pontos na prova de salto, em que ficou em quinto lugar. O pentacampeão mundial foi o terceiro na história a se tornar bicampeão olímpico no esporte.

Eric Frenzel cruzou a linha de chegada em primeiro (Foto: Odd Andersen/AFP)