Nelson Mandela é introduzido no Hall da Fama do rúgbi

São Paulo, SP

03-10-2015 15:31:34

O falecido Nelson Mandela, ex-presidente da África do Sul, foi postumamente introduzido no Hall da Fama da World Rugby, entidade que rege o rúgbi, neste sábado. O ex-mandatário utilizou o esporte para unir a nação sul-africana em 1995, durante a Copa do Mundo da modalidade que foi sediado no país, após o fim do Apartheid – sistema político que exigia a segregação racial e que vigorou entre os anos de 1948 e 1994.

A cerimônia foi realizada no St. James Park, em Newcastle, na Inglaterra, antes do duelo entre África do Sul e Escócia pela Copa do Mundo de rúgbi. No ato estiveram presentes diversos dirigentes da modalidade, além de Francois Pienaar, capitão dos Springboks – apelido da seleção sul-africana de rúgbi – que foram campeões mundiais em 1995, jogando em casa. Foi o ex-jogador que recebeu o boné do Hall da Fama no tributo a Mandela.

Durante os anos do Apartheid, o rúgbi era o esporte mais praticado entre a minoria branca que dominava o país. Com isso, os negros viam a modalidade como um símbolo da segregação racial. Vencedor das eleições à presidência da África do Sul de 1994, Mandela resolveu usar a modalidade para unir a nação, “abraçando” os Springboks em sua campanha da Copa do Mundo de 1995.

Em um dos principais momentos da Copa do Mundo de 1995, Mandela apareceu na decisão, em Joanesburgo, com a camisa da seleção sul-africana, além de estar utilizando um boné dos Springboks. Após a vitória da África do Sul na final diante da Nova Zelândia, o vencedor do Prêmio Nobel da Paz de 1993 entregou a taça de campeão ao capitão Pienaar no gramado, o que se tornou um fato marcante na história do país.

Presidente da World Rugby, Bernard Lapasset elogiou o trabalho de Mandela em utilizar o rúgbi como ferramenta de união: “Ele foi fundamental na transformação da Copa do Mundo de 1995 em algo que uniu a nação através do esporte. Agora 20 anos depois daquele torneio histórico, estamos satisfeitos em empossar o ex-presidente no Hall da Fama. É uma homenagem a um homem que fez muito pelo seu país e também pela nossa modalidade”.

Nelson Mandela morreu em 2013, aos 95 anos de idade. Eleito como primeiro presidente da África do Sul, o ex-político comandou a nação entre os anos de 1994 e 1999.

Deixe seu comentário