Murer volta a perder para cubana e fica com a prata no Mundial de Pequim

São Paulo, SP

26-08-2015 10:24:51

Não foi desta vez que Fabiana Murer se tornou a primeira brasileira na história a ser bicampeã mundial de atletismo. Isso porque, na manhã desta quarta-feira, a cubana Yarisley Silva voltou a vencer a paulista em uma final emocionante do salto com vara no Estádio Ninho do Pássaro, em Pequim, repetindo o feito conquistado nos Jogos Pan-Americanos de Toronto, em julho.

O ouro cubano só veio na última tentativa para saltar os 4,90m. Caso Yarisley derrubasse o sarrafo, Murer ficaria com o título por ter menor número de erros e também ter alcançado os 4,85m. No entanto, a adversária da brasileira conseguiu superar a marca. Em seguida, Fabiana desperdiçou sua terceira e última chance para seguir viva na disputa e terminou com a prata. A grega Nikoleta Kyriakopoulou levou o bronze, com 4,80m.

Medalhista de ouro do Mundial de Daegu, na Coreia do Sul, em 2011, Fabiana Murer ao menos conseguiu para o Brasil a primeira e única medalha até então em Pequim. Já Yarisley Silva levará para a casa sua primeira láurea dourada em Mundiais de pista aberta – em Moscou 2013, a centro-americana ficou com o bronze.

No Pan de Toronto, Yarisley bateu Murer ao saltar 4,85m, cinco centímetros a mais que a brasileira, mesma diferença que decretou o ouro cubano nesta quarta em Pequim.Após o título inédito, a cubana ainda tentou superar os 5,01m, mas não obteve sucesso.

O resultado, porém, é o melhor de Fabiana na atual temporada, já que a anterior era de 4,80m, alcançada em Nova York e no Pan de Toronto. A atleta de Campinas saltou 4,85m pela terceira vez na carreira: a primeira foi em San Fernando, na Espanha, em 2010, e depois na conquista do ouro em Daegu.

O desempenho no Ninho do Pássaro ao menos faz Fabiana Murer amenizar o trauma ocorrido nos Jogos Olímpicos de 2008, em Pequim, palco em que a vara da brasileira sumiu momentos antes das disputas, o que prejudicou seu rendimento na competição.

A cubana Yarisley Silva festeja o salto acima dos 4,90m na final do Mundial em Pequim (Foto: Franck Fife/AFP)
A cubana Yarisley Silva festeja o salto acima dos 4,90m na final do Mundial em Pequim (Foto: Franck Fife/AFP)

Bolt e Gatlin passeiam e avançam à final dos 200m na China

Após protagonizarem a final dos 100m rasos no último domingo, pelo Mundial de Pequim, Usain Bolt e Justin Gatlin voltarão a se enfrentar, mas desta vez pela decisão dos 200m. Na manhã desta quarta-feira, o jamaicano não precisou forçar o ritmo para vencer sua série, com o tempo de 19s95, enquanto o atleta dos Estados Unidos cravou a melhor marca do dia, também sem se esforçar muito, com 19s87.

Palco esse em que Bolt conquistou o ouro nos 200m dos Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008. Novamente no Ninho do Pássaro, o “Raio” buscará o tetracampeonato da prova em que é especialista dono do recorde mundial (19s19). Já Gatlin vai tentar o bi, já que venceu em Helsinki 2005. O segundo duelo entre os dois principais nomes da competição acontecerá na manhã desta quinta-feira, no Estádio Ninho do Pássaro.

Usain Bolt cravou 19s95, venceu sua bateria, e se classificou para a final dos 200m (Foto: Olivier Morin/AFP)
Usain Bolt cravou 19s95, venceu sua bateria, e se classificou para a final dos 200m (Foto: Olivier Morin/AFP)

João Vitor e Rosângela avançam às semifinais

Além de Fabiana Murer, João Vitor de Oliveira e Rosângela Santos são os outros brasileiros a ter o que comemorar nesta quarta-feira de competições. O paulista foi o quinto colocado na série 3 da fase preliminar dos 110m com barreiras, com o tempo de 13s57, e avançou às semifinais. João fez questão de dedicar a classificação aos amigos.

"Antes, quando estava nos Estados Unidos e lá não havia uma competição forte para buscar o índice, um grupo de amigos bancou minha ida à Europa, onde obtive a qualificação para o Campeonato Mundial", revelou o brasileiro.

Nas eliminatórias dos 200m, Rosângela obteve uma das vagas às semifinais ao ficar em segundo lugar em sua bateria, com a marca de 23s01, atrás somente da holandesa Dafne Schippers, que completou a distância em 22s58. As disputas por vagas na final acontecerão nesta quinta-feira, às 8h30 (de Brasília).

Outros cinco brasileiros vão ao Ninho do Pássaro nesta quinta-feira. Ronaldo Julião competirá nas eliminatórias do lançamento de disco, Eliane Martins e Keila Costa disputarão o salto em distância e Adelly dos Santos e Fabiana Morais estarão na qualificação dos 100m com barreiras.

 

 

 

Deixe seu comentário