Medina lamenta erro no início da final, mas festeja volta ao pódio

São Paulo, SP

26-08-2015 11:37:43

Gabriel Medina tem ciência dos prós e contras do vice-campeonato da etapa do Taiti. Embora tenha sido derrotado pelo francês Jeremy Flores em Teahupoo, o paulista voltou a sentir a sensação de subir ao pódio, além de ter somado 8 mil pontos no ranking do Circuito Mundial de Surfe (WCT). No entanto, o primeiro brasileiro campeão do mundo lamentou o erro que o fez perder a prioridade para o adversário logo no início da bateria decisiva, ajudando o europeu a pegar uma onda que lhe rendeu a nota 9,87, que seria decisiva para a somatória de pontos final.

“Acho que cometi um grave erro no início da bateria, quando dei a prioridade para o Jeremy. O mar estava muito lento, e eu não consegui somar muitos pontos depois. Apesar de tudo, estou feliz com o meu segundo lugar”, analisou Medina, que ganhou cinco posições no ranking mundial, ocupando agora o décimo lugar.

Com o resultado, Gabriel segue sem vencer etapas em 2015. Mesmo assim, ele considerou que Jeremy Flores foi merecedor do título no Taiti por ter disputado as baterias com um capacete devido a um coágulo no cérebro e de duas fraturas na face, lesões ocorridas por conta de um acidente na Indonésia, em junho.

“Fico feliz pelo Jeremy por ele ter se recuperado bem do acidente. Saio daqui satisfeito por ter voltado a subir ao pódio. Mesmo achando que poderia ter tido mais ondas, estou contente com o meu resultado”, acrescentou o brasileiro.

A oitava das 11 etapas do Mundial de Surfe será disputada em Lower Trestles, na Califórnia, entre os dias 9 e 20 de setembro. Nos Estados Unidos, o sul-africano Jordy Smith defenderá o título e o brasileiro Adriano de Souza, o Mineirinho, a liderança do ranking.

Deixe seu comentário