Mais Esportes/Lutas

Brasileiros param nas preliminares no primeiro dia do Mundial de Judô

São Paulo , SP
25/08/2019 10:52:18

Em: Lutas, Mais Esportes, Olimpíadas 2020

O Brasil teve dois representantes no primeiro dia de competição do Campeonato Mundial de Judô, em Tóquio, no Japão, e o resultado não foi dos melhores na madrugada do último sábado. Felipe Kitadai e Eric Takabatake (peso ligeiro masculino 60kg) caíram ainda nas preliminares diante dos adversários da Geórgia e do Cazaquistão, que avançaram às semifinais.

Um fato curioso, porém, foi a derrota de Felipe Kitadai. A disputa contra o cazaque Gusman Kyrgyzbayev foi bastante acirrada e teve de ser decidida no Golden Score, ou seja, no tempo extra. Com o quimono desarrumado, Kitadai acabou levando seu terceiro shido (punição) no confronto e perdeu.

Felipe Kitadai sofreu punição por quimono desarrumado e acabou eliminado do Mundial (Foto: Rafal Burza/CBJ)

O Brasil não teve representante no ligeiro feminino. Nathália Brígida, que havia sido convocada, foi cortada da equipe por conta de uma lesão nas costas e precisou passar por um procedimento cirúrgico antes do Mundial.  Neste domingo, segundo dia de competição, a Seleção terá dobradinha de Eleudis Valentim e Larissa Pimenta no 52kg, além de Daniel Cargnin no 66kg.

Eleudis encara a americana Angelica Delgado, na primeira luta, enquanto Larissa, estreante em Mundial Sênior e atual campeã dos Jogos Pan-Americanos, enfrentará Raguib Abdourahman, de Djibouti. Passando dessa fase, Larissa terá um teste de fogo contra a atual campeã mundial Uta Abe, do Japão, uma rodada antes das oitavas-de-final.

Cargnin, atual número 9 no ranking mundial, folga na primeira rodada e espera o vencedor de Sinan Sandal (TUR) x Rodrick Kuku (COD).

As preliminares do 66kg e 52kg começarão às 22h (Brasília) deste domingo, 25, e as finais serão a partir das 7h da manhã de segunda-feira, 26.

Falta aproximadamente um ano para a realização da Olimpíada de Tóquio e, diante disso, a capital do Japão está passando por um grande teste a partir do último sábado com a disputa do Campeonato Mundial de Judô Individual e Por Equipes. Serão oito dias com mais de 800 judocas de 149 países em ação na busca pelo título mais importante do ano, além de valiosos 200 mil pontos na classificação olímpica.