Handebol

Foram definidos os Grupos C e D do Mundial de handebol masculino neste sábado. As seleções da França e da Alemanha foram confirmadas como as primeiras colocadas em suas respectivas chaves após vencerem suas partidas, em Doha, no Catar.

Diante do já eliminado Chile, o Brasil buscava uma vitória para garantir a classificação para as oitavas de final do Campeonato Mundial de handebol masculino sem depender de outros resultados. Em partida foi equilibrada do começo ao fim, a Seleção Brasileira teve dificuldades, mas conseguiu se impor nos instantes finais e derrotou os adversários sul-americanos por 30 a 22.

O Brasil não conseguiu a vitória diante da Eslovênia que garantiria a classificação em terceiro lugar no Grupo A do Campeonato Mundial de handebol masculino. A partida foi equilibrada, mas nos minutos finais os eslovenos foram superiores e triunfaram por 35 a 32. Para o ponta Felipe Borges, artilheiro brasileiro no duelo com sete gols, o desempenho verde-amarelo foi satisfatório, mas o cansaço no final provocado pelo jogo veloz dos adversários foi o principal fator da derrota.

Na tentativa de fugir da favorita Croácia, provável líder do Grupo B, logo nas oitavas de final do Mundial de Handebol, o Brasil encarou a Eslovênia nesta quarta-feira, em partida válida pela quarta rodada do Grupo A. O jogo foi acirradíssimo e os eslovenos mantiveram a vantagem durante quase toda a partida. Faltando pouco menos de dez minutos para o fim, a Seleção Brasileira conseguiu reagir e virou o jogo, mas nos instantes finais os europeus se impuseram e garantiram a vitória por 35 a 32. 

A Seleção Brasileira de handebol masculino teve um dia de descontração nesta terça-feira. Em Doha, no Catar, a delegação deixou de lado os treinos de quadra e aproveitou para relaxar. O grupo fez diversas atividades como yoga, passeios e uma ida à piscina. Segundo a comissão técnica, esse momento de calma dos jogadores é importante para a preparação para o resto dos jogos do Mundial da modalidade.

O Brasil enfrenta mais um desafio importante para conseguir a classificação no Mundial de Handebol do Catar. Nesta quarta-feira, às 12h (de Brasília), a Seleção enfrenta a Eslovênia, pela 4ª rodada do Grupo A da competição. A partida é praticamente um confronto direto, uma vez que os adversários ocupam a 3ª posição no agrupamento com quatro pontos, enquanto os brasileiros estão em 4º, com dois.

A Seleção Brasileira masculina de handebol respira aliviada após conquistar sua primeira vitória no Mundial do Catar, na tarde da última segunda-feira. Os comandados do técnico espanhol Jordi Ribera venceram a Bielorrússia por 34 a 29 e agora ocupam a quarta colocação do Grupo A, com dois pontos.

País sede do Campeonato Mundial de Handebol, o Catar conheceu sua terceira vitória na competição ao vencer a Eslovênia por 31 a 29 na tarde desta segunda-feira. Com o resultado, os donos da casa chegaram ao segundo lugar do Grupo A, atrás da Espanha por saldo de gols, e auxiliam o Brasil na classificação para as oitavas de final, já que a Seleção só precisa bater o Chile, praticamente eliminado, para avançar matematicamente no torneio e pode até perder para a Eslovênia.

Precisando de uma vitória para seguir viva na briga por uma vaga nas oitavas de final do Campeonato Mundial do Catar, a Seleção Brasileira masculina de handebol conheceu sua primeira vitória ao bater a Bielorrússia por 34 a 29 na tarde desta segunda-feira, na Arena de Desportos de Lusail. Depois de perder os primeiros confrontos para Catar e Espanha, a equipe verde-amarela precisava do resultado positivo para ter chances de classificação.

A Seleção Brasileira masculina de handebol entra em quadra nesta segunda-feira precisando de sua primeira vitória no Campeonato Mundial do Catar. Às 12h (de Brasília), a equipe enfrente a Bielorrússia e necessita do resultado positivo para ainda almejar classificação às oitavas de final.

Mais na web