Gazeta Esportiva

Brasil joga bem, mas vacila no fim e perde para atual campeã Espanha

São Paulo, SP

17/01/15 | 13:41 - 25/05/17 | 17:45

Quem esperava assistir a um massacre no duelo entre Brasil e a atual campeã mundial Espanha, pela segunda rodada do Grupo A do Mundial masculino, se surpreendeu na tarde deste sábado. O jogo, disputado em Doha, no Catar, terminou com a vitória dos europeus por 29 a 27, mas o resultado apertado ainda dá esperanças aos brasileiros de classificação às oitavas de final.

Quem esperava assistir a um massacre no duelo entre Brasil e a atual campeã mundial Espanha, pela segunda rodada do Grupo A do Mundial masculino, se surpreendeu na tarde deste sábado. O jogo, disputado em Doha, no Catar, terminou com a vitória dos europeus por 29 a 27, mas o resultado apertado ainda dá esperanças aos brasileiros de classificação às oitavas de final.

Os comandados de Jordi Ribera conseguiram a façanha de liderar o placar em alguns instantes do embate, porém nos 15 minutos finais a defesa relaxou e os campeões do mundo não perdoaram, abrindo vantagem considerável que não seria revertida pelos brasileiros.

O artilheiro da partida foi o espanhol Joan Cañellas, com oito gols. Valero Rivera também merece registro, com sete tentos. Pelo Brasil, destaque para Felipe Ribeiro e Guilherme de Toleto, com cinco acertos cada. Na defesa, o goleiro Bombom foi um paredão ao fazer ótimas defesas principalmente no primeiro tempo.

Com o resultado, a Espanha é a líder da Chave A, com quatro pontos conquistados, enquanto o Brasil é o quinto colocado, com duas derrotas em dois jogos. Os quatro melhores de cada grupo avançam ás oitavas do Mundial.

Agora, o time verde e amarelo, que vestiu o azul para enfrentar a amarela Espanha, buscará sua primeira vitória no Mundial diante da Bielorrússia, na próxima segunda-feira, às 12 horas (de Brasília). Já a invicta Espanha, encara o Chile no mesmo dia e horário.

No outro confronto do grupo, a Eslovênia bateu a Bielorrússia por 34 a 29 e assumiu a vice-liderança, com dois pontos ganhos.

O goleiro Bombom fez ótimas defesas, mas não evitou a derrota para a Espanha (Foto: Marwan Naamani)
O goleiro Bombom fez ótimas defesas, mas não evitou a derrota para a Espanha (Foto: Marwan Naamani) - Credito: AFP

O jogo - A Seleção Brasileira não se intimidou nos instantes iniciais da partida e em poucos minutos o placar apontava 3 a 2 para os sul-americanos. No entanto, o craque espanhol Valero Rivera entrou em ação e, com quatro gols, colocou os europeus à frente por 6 a 3.

A partir de então, o duelo ficou mais equilibrado e as equipes passaram a trocar gols. A dez minutos do fim do primeiro tempo, os atuais campeões do mundo tinham três tentos de vantagem, em 12 a 9. A desvantagem brasileira diminuiria ainda mais. Valadão marcou mais três para o Brasil, que se defendia como podia atrás, principalmente com ótimas defesas do goleiro Bombom. Assim, o time verde e amarelo terminou o primeiro tempo com apenas um gol de desvantagem (14 a 13).

A segunda etapa começou com o ritmo forte e os brasileiros trataram de assumir a liderança no placar, com gols de Felipe Ribeiro e João Silva. Mais intranquilos em quadra, os espanhóis, perdendo por 19 a 18, deram o troco e viraram em 21 a 20.

Vestidos de Chapolin, torcedores do Brasil apoiaram a Seleção durante todo o jogo (Foto: Marwan Naamani)
Vestidos de Chapolin, torcedores do Brasil apoiaram a Seleção durante todo o jogo (Foto: Marwan Naamani) - Credito: AFP

As duas equipes passaram a se revezar na liderança, com destaque para uma defesa forte do time verde e amarelo que se segurava como pode. A 15 minutos para o fim do embate, o marcador apontava igualdade: 23 a 23.

Foi então que os atuais campeões mundiais, liderados por Rivera, Cañellas e Aguinagalde, acordaram e abriram três tentos de vantagem, com 26 a 23 no placar. Depois disso, o Brasil não conseguiu mais encostar na Espanha, que administrou bem a vantagem de três gol. Por fim, nos últimos segundos o time verde e amarelo diminuiu a diferença para dois tentos, mas já não havia tempo para mais nada.

Deixe seu comentário