Chefe da ginástica americana renuncia após polêmica de abuso sexual

São Paulo, SP

05-09-2018 11:19:05

As polêmicas envolvendo casos de abuso sexual dentro U.S.A Gymnastics (equipe de ginástica dos Estados Unidos) seguem rendendo frutos. Após o ex-médico Larry Nassar ter sido condenado a uma pena de 40 a 175 anos por abusos contra sete mulheres no estado de Michigan, nesta terça-feira, a presidente executiva da equipe, Kerry Perry, renunciou ao cargo.

Perry vinha sendo acusada de ter sido negligente e ter acobertado diversos casos denunciados pelas atletas, e a entidade informou, por meio de nota, a renúncia da dirigente.

"A presidente e diretora-geral da USA Gymnastics, Kerry Perry, informou à noite à comissão de diretores sua renúncia com efeito imediato", declarou.

Além disso, a USA Gymnastics disse que agora, uma gerente-geral assumirá o cargo de forma temporária, enquanto um nome para assumir de forma fixa ainda será estudado.

"A comissão está em processo de identificar um gerente-geral de forma interina e estabelecer um comitê de busca para encontrar um substituto permanente", completou.

Deixe seu comentário