Brasileiros conquistam prata no Grand Slam de judô em Abu Dhabi

São Paulo, SP

26-10-2017 13:58:32

O Brasil estreou muito bem no Grand Slam de judô em Abu Dhabi. Nesta quinta-feira, Rafaela Silva, Érika Miranda e Felipe Kitadai chegaram às finais em suas respectivas categorias e conquistaram a medalha de prata. A competição continua nesta sexta-feira com mais 13 chances de medalha.

O destaque foi a reedição da final olímpica entre Rafael Silva e Sumiya Dorjsuren, atual campeã mundial. A disputa do peso leve (57 kg) fechou o primeiro dia de competições e marcou a revanche da mogol sobre a brasileira. Após terminar com a prata nos Jogos Olímpicos do Rio, em 2016, Dorjsuren derrotou Rafaela no golden score e conquistou a medalha de ouro.

Rafaela Silva é a atual campeã olímpica na categoria leve (Foto: Divulgação/CBJ)

Na categoria meio leve (52 kg), Érika Miranda, dona de quatro medalhas em mundiais, enfrentou Charline Van Snick e, apesar de ter começado melhor a luta, a brasileira sofreu um waza-aris e, com uma chave de braço, a belga conquistou o ouro e a brasileira ficou com a prata.

Medalha de bronze na Olimpíada de Londres 2012, Kitadai, na categoria ligeiro (60 kg), enfrentou o atual campeão europeu, o russo Robert Mshvidobadze na grande final. Recebeu três punições e acabou desclassificado do combate, terminando com a medalha de prata. Este foi o primeiro pódio de Kitadai em 2017 depois de ficar um longo período afastado se recuperando de uma cirurgia no ombro direito. Na mesma categoria, o brasileiro Phelipe Pelim perdeu na primeira luta para Sukhrob Boqiev, do Tajiquistão.

O Grand Slam de Abu Dhabi é uma das cinco etapas de Grand Slam do Circuito Mundial e distribui até 1000 pontos no ranking mundial ao campeão. Neste ano, vale como classificatória para o World Judo Masters (1800 pontos), que reunirá os 16 melhores de cada peso nos dias 16 e 17 de dezembro, em São Petersburgo, na Rússia.

Deixe seu comentário