Brasil passeia contra dominicanas no Torneio Quatro Nações de handebol

São Paulo, SP

10-06-2017 22:12:18

Nomes experientes, como a ponta direita Jéssica, têm sido mesclados com algumas novatas

O Brasil não tomou conhecimento da equipe da República Dominicana na noite deste sábado, no ginásio Adib Moysés Dib, em São Bernardo do Campo, pela segunda rodada do Torneio Quatro Nações de handebol feminino, que serve de preparação para o Pan-Americano de seleções da categoria. Com utilização de quase todas as convocadas, o placar final foi de 36 a 9 para as brasileiras.

O triunfo se soma ao da primeira rodada, quando as comandadas do técnico Sérgio Graciano, que está no cargo até a chegada do espanhol Jorge Dueñas, em agosto, golearam o Chile por 40 a 13. A ideia é chegar com o time na melhor condição física possível para a competição continental, que dá três vagas para o Mundial de dezembro deste ano, na Alemanha.

Assim como havia feito na partida contra o Chile, o técnico interino do Brasil, Sérgio Graciano, investiu no revezamento das atletas durante os 60 minutos. O rodízio foi mais uma vez positivo e serviu para que o treinador possa analisar melhor o grupo que durante o torneio conta com 21 atletas. Porém, no próximo compromisso da Seleção, o Pan-Americano da modalidade, que será disputado na Argentina a partir do dia 18, Graciano só poderia levar 16, portanto, uma análise detalha neste momento é primordial.

"Gostei muito da primeira equipe que jogou ontem. Já entrou no segundo confronto entrosada, não tomou nenhum gol nos primeiros 15 minutos e voltou para o segundo tempo muito bem defensivamente também. A segunda equipe, apesar de mais experiente, ainda estava se arrumando nessa nova maneira de marcar. Então, no primeiro tempo tivemos alguns erros. No segundo já melhorou e ofensivamente também foi muito melhor, porque no primeiro perdemos muitos gols", resumiu o técnico.

Para a goleira Bárbara Arenhart, que ontem havia ficado de fora junto com o grupo mais experiente, a postura da equipe tem sido muito positiva em quadra. "Não estávamos esperando que fossemos nos sair tão bem. Acho que conseguimos nos entrosar bem nesses dois jogos. Estou muito feliz em ver que todo mundo está se doando 100%, super focado no que tem que fazer", afirmou Babi.

A gaúcha acredita que o Brasil está no caminho certo nesse reinício de trabalho. "Acho que a expectativa para o Pan está melhorando a cada dia. Esses jogos mostraram que essa equipe tem potencial para um futuro não só próximo, mas também para Tóquio. Estou bem confiante no trabalho que temos feito e acho que vamos chegar bem no Pan", pontuou.

No outro jogo do dia, a equipe de Portugal venceu o Chile, abrindo o dia de disputa com um 31 a 26. As europeias, que tentam formar uma seleção de alto nível com uma equipe bastante jovem, serão as rivais das brasileiras na decisão da taça, neste domingo, às 9h30 (de Brasília), no mesmo local.

Deixe seu comentário