Torcedor dos Bulls, Obama revela sonho de ter uma franquia da NBA

São Paulo, SP

18-11-2015 10:08:16

Principal dirigente político do mundo, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, está em seu último ano de mandato e deu a entender que já está pensando em suas futuras ocupações. Em uma entrevista à revista GQ, o democrata respondeu com um “sim, claro” à pergunta se gostaria de se tornar proprietário de uma franquia da NBA.

Torcedor declarado do Chicago Bulls, Obama mostrou empolgação com a ideia, mas refutou, ao menos por enquanto, comprar a equipe de Illinois. “Bom, conheço muito bem o Jerry Reinsdorf (dono dos Bulls) e sei que ele não está disposto a vender a franquia neste momento, mas já fantasiei sobre poder administrar um time e o quanto seria divertido. Acredito que seria ótimo”, revelou o presidente norte-americano.

No entanto, o dinheiro é um entrave importante para a consumação do sonho do mandatário dos Estados Unidos. Com um salário estimado em 400 mil dólares (cerca de R$ 1,52 milhão), Barack teria de desembolsar por volta de 1,1 bilhão de dólares (aproximadamente R$ 2,8 bilhões), que é o preço médio de uma franquia da NBA, segundo a revista Forbes.

E engana-se quem pensa que Obama é torcedor de sofá. No dia 28 de outubro, o célebre torcedor assistiu à vitória dos Bulls sobre o Cleveland Cavaliers, atual vice-campeão da liga, por 97 a 95, no United Center, em Chicago, pela estreia da temporada 2015/2016. Inclusive, naquela ocasião, ele elogiou o estilo ofensivo empregado pelo técnico Fred Hoiberg.

Em dez partidas disputadas, os Bulls somam sete vitórias e aparecem na vice-liderança da Conferência Leste, atrás justamente dos Cavs, que têm um jogo a mais. O próximo desafio do time de Illinois é o Phoenix Suns, na madrugada de quarta para quinta-feira, à 01h30 (de Brasília), fora de casa.

Deixe seu comentário